Yes, nós temos a melhor moda praia do mundo! Exposição no CCBB narra a história do biquíni no Brasil

* Mais uma super colaboração da antenadíssima Cinthia Saito, que sempre traz as dicas mais hypes da cidade 😉

Fui ao CCBB RJ com a expectativa de encontrar uma boa retrospectiva dos 70 anos do biquíni. Mas, para o meu espanto (e êxtase!), vi uma verdadeira pesquisa etnográfica tendo como pano de fundo a história dessa peça.

Claro, não há como não abordar o assunto “corpo” quando se fala na peça que passou a mostrar o umbigo, em épocas em que os trajes de banho quase não deixavam as pernocas aparentes…

A curadoria de Lilian Pacce foi excepcional e nao deixou escapar nenhum detalhe. Foi das über models, que marcaram época, como Gisele e Shirley Mallmann, passando pela criação de estampas e texturas memoráveis de marcas brasileiras como Lenny Niemeyer, Rosa Chá, Salinas, Adriana Degreas, e sem esquecer, lógico, das atuais fitas isolantes que dão marquinha. 😎

Biquini_no_ccbb01

Outro ponto alto da exposição são peças da cultura indígena, antigas, bem feitas, trabalhadas milímetro a milímetro. Me encantei também com as fotos de corpos e cores belíssimos.

Você também pode conferir também itens da moda praia que não são comumente vendidos em lojas. São peças de desfiles, únicas, poderosas, como o maiô de couro de pirarucu da Osklen. Maravilhoso! Bafônico! Polêmico! Mas também não-sustentável, claro.

Ou seja: está incrível, queridas(os) leitoras(es), é uma exposição que dá orgulho de ver a contribuição do Brasil nesse ramo. (Sentimento raro nos dias de hoje…) Vale a pena conferir! Vai até 10 de julho, das 9h às 21h. Só fecha às terças.

Obs.: Só deu uma dorzinha no peito ver o café do terceiro andar fechado. Dizem que foi a crise. 😕

Texto e fotos: Cinthia Saito. 

– – –
Yes, nós temos biquíni
Onde: CCBB RJ – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro (Praça XV/Candelária)
Quanto: Entrada gratuita
Quando: até 10/7, das 9h às 21h. Não abre às terças-feiras.

Anúncios

Musical sobre Milton Nascimento terá apresentação gratuita na Praça Mauá

O próximo sábado (3/12) será de música e teatro na Praça Mauá. Isso porque o musical “Nada será como antes”, sobre a obra de Milton Nascimento, será encenado ao ar livre, e de graça, no local.

musical-milton-foto-marcos-mesquita01

O espetáculo, de Charles Möeller e Claudio Botelho, apresenta temas presentes na obra do artista mineiro: amor, amizade, criação artística, negritude, brasilidade e solidão. Dentre as canções presentes, os clássicos “Bola de Meia, Bola de Gude”, “Um Girassol da Cor do seu Cabelo”, “Caçador de Mim”, “Encontros e Despedidas” e “Nada Será como Antes”.

Ah, e o Milton confirmou presença na plateia!

Nos últimos quatro anos, o musical levou mais de 300 mil espectadores aos teatros brasileiros, em temporadas por cidades mineiras, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia e Curitiba.

Com informações do Sopa Cultural

– –
Musical “Nada será como antes”
Onde: Praça Mauá – Boulevard Olímpico
Quando: 3/12, às 20h
Quanto: de graça

Como fazer uma chá de lingerie em casa gastando pouco – e se divertindo muito!

Cheguei naquela fase da vida em que a maioria das minhas amigas ficando noivas, casando, tendo filhos, então a cada fim de semana, uma programação social dessas acontece: jantar de noivado, chá de lingerie, chá de fralda, casamento… Falando assim, parece que são eventos chatos, mas hoje em dia temos muitas opções para deixar esses eventos super divertidos, mesmo em casa!

Para mostrar que isso é possível, tivemos a missão de organizar o chá de lingerie da Tati, uma amiga querida! Queríamos algo bem pessoal, só com amigas, para deixar o clima aconchegante e divertido, afinal, esse é o último evento da noiva ainda solteira, precisa ser especial!

Festas em salões, bares e restaurantes sempre acabam saindo mais caro que esperamos, né? Mas organizar uma festa em casa está a cada dia mais fácil, já que muitas pessoas estão investindo em pequenos negócios culinários e de eventos. Assim, dá para terceirizar muitos serviços sem perder a qualidade da festa fora e a intimidade de um evento em casa.

Durante os preparativos, encontramos ótimos fornecedores, que deixaram a festa super profissional, para casa de festas nenhuma botar defeito! Queríamos valorizar as marcas cariocas, que já conhecíamos de eventos pela cidade e o resultado foi ótimo!

Compartilho com vocês todas as dicas que deixaram este dia divertido e inesquecível. Confira!

Decoração
Saara, a meca da decoração barata! Ainda não inventaram nada mais prático e com melhor custo-benefício que ir ao Saara garimpar enfeites bacanas para qualquer tipo de evento. Para o chá, que estava definido com as cores vermelho e branco, usamos balões em formato de coração, letras em vermelho para escrever “Chá da Tati” na parede, balinhas de coração para enfeitar e dar como lembrança. A toalha usamos uma que já tínhamos, mas dá para comprar metros de tecido bem baratos por lá. As melhores lojas, onde você vai encontrar praticamente tudo em um só lugar, são a Caçula e a Aidan (ambas possuem outros endereços pela cidade, mas as do Centro são as mais completas.

Comidas e bebidas
Já passamos da fase do “bolo e guaraná”, né? E com o boom de empreendedores gastronômicos na cidade, o que não falta é opção original para compor o cardápio de um evento em casa. Optamos por ter alguns frios, pães e biscoitinhos ao invés do tradicional salgadinho. Para incrementar, as delícias do Empório Império.

Eles produzem chutney de banana e manga, geleia de pimenta (a melhor que já comi!), relish de pepino e uma conserva de jiló deliciosa, o Jiló do João. Os produtos são muito gostosos e sem esses conservantes de nomes que não sabemos falar rsrs. O melhor é que eles já explicam que produto combina com cada alimento, assim dá para montar uma mesa variada para todos os gostos.

Outra aposta que fez o maior sucesso foram as pipocas gourmet. Escolhemos as da Belle Pop, nos sabores churros, caramelo com for de sal e limão siciliano com pimenta. Todas aprovadas! Mesmo no pote elas têm gosto de fresquinhas, não ficam murchas, e vêm em lindas embalagens individuais, então servem também como uma lembrancinha. Dá vontade de guardar o potinho!

Bolo e docinhos não podem faltar! Aproveitamos uma amiga boa de fogão para fazer o bolo principal, uma cheesecake de morango. A calda vermelha combinou perfeitamente com a decoração. Aí sempre bate a dúvida: será que todos os convidados gostam do meu tipo de torta?

Pois agora a dúvida não bate mais. Trocamos o bolo tradicional por diferentes opções de bolo no pote, da Um Doce de Mãe. Tinha bombom, prestígio, nozes, churros… impossível não ter o sabor preferido de alguém. O preço é ótimo e vale a pena fazer essa troca: ganhamos em variedade e sabor. Sem contar que no pote faz menos sujeira e ainda dá para levar para casa.

E, para terminar a orgia gastronômica, docinhos! Daqueles impossíveis de comer só um, tinha que ser da Deli Brigaderia Gourmet. Os doces das meninas são sensacionais, quase rolou briga para decidir quem comeria os últimos (ficou para noiva, claro!rs).

Mimos para as convidadas
Se estamos celebrando, nada melhor que o “bem celebrado”! É a repaginada do “bem casado”, que agora se reinventou e aparece para diferentes tipos de celebrações: nascimento, batizado, aniversário e, porque não, chá de lingerie! Os nossos foram da Maria faz Doce, marca que conheço e adoro. Os sabores que já provei deles foram o pão de mel, doce de leite e amendoim, todos deliciosos. Além do sabor, eles fazem embalagens personalizadas. No nosso caso, enviamos o modelo da arte que criamos e eles ajustaram perfeitamente.

E que tal dar uma apimentada no evento? Esse é um ponto que sempre causa polêmica em chá de lingerie de amigas. Algumas querem algo bem ousado, outras não gostam de nada apimentado. Parece que encontramos o meio termo ideal! Entramos em contato com o sex shop The L Vibe, voltado para o público feminino (lésbico e hétero). Como o atendimento também é feito por mulheres, ficamos super à vontade para conversar sobre o que poderíamos fazer. Escolhemos um produto mais apimentado para fazer um sorteio entre todas as amigas e tivemos vários óleos corporais como brinde para as brincadeiras. Ah, o sex shop também tem um serviço de ir ao local do evento, gratuitamente, para mostrar seu produtos e fazer umas brincadeiras (nada de mico, são ações legais!).

Brincadeiras
A festa tá boa, comida e bebidas no ponto. Então vamos às brincadeiras! O essencial aqui é ter noção!rs Não adianta querer fazer brincadeiras que pintem o rosto, por exemplo, se a noiva não curte, ou fazer ela falar sobre ex namorados na frente da sogra. Seja legal com a sua amiga! Algumas sugestões de brincadeira “do bem”:
Adivinhando a lingerie: a noiva, de olhos vendados, deve adivinhar quem deu a peça, a cor e o modelo. para cada erro, uma prenda (que pode ser um shot de bebida, uma dança ou contar alguma coisa do relacionamento). E as convidadas que a noiva não acertar o presente ganham mimos;
Telefonema sedutor: após abrir os presentes, a noiva liga para o noivo e fala sobre o que ganhou, como gostaria de usar… NO VIVA VOZ! Ele não pode saber que está sendo ouvido por todas.
Quiz do amor: monte uma lista de perguntas e envie antecipadamente para o noivo (sem a noiva saber). Pergunte coisa do tipo: onde se conheceram, como ela estava vestida, música preferida, lugar mais inusitado que fizeram sexo, viagem dos sonhos… As mesmas perguntas serão feitas na hora para noiva. A cada resposta errada, uma prenda.

Todos os fornecedores foram contactados pelo Instagram! Viva a praticidade e a modernidade! E, se a gente indica, é porque foram testados e aprovados por um público muito exigente: a gente! 😀

Dúvidas e sugestões de comidinhas, decor e brincadeiras? Deixem nos comentários que a gente vai ampliando o post. 😉

12 expressões que só carioca entende

Admita, ser carioca é mais que nascer na cidade do Rio, é um estado de espírito, um modo de levar a vida!

A cidade tem muitos problemas, mas só a gente pode falar mal! Mas ainda dá um orgulho danado quando perguntam de onde somos, e a gente responde com um sorriso no rosto: sou carioca!

Para saber se você está nesta turma de privilegiados por um pôr-do-sol no Arpoador, confira a lista e veja se entende mesmo o carioquês:

bondinho_pao-de-acucar
Bondinho do Pão-de-Açúcar

1. Caô: Grande mentira ou fato inacreditável.

2. Coé: Um “qual é” cheio de marra.

3. Mermão: O jeitinho carioca para “amigo”, “colega” ou “brother”.

4. Perdeu: Amplamente usado pelos bandidos da cidade, mas serve para qualquer situação em que alguém perca alguma coisa: a hora, o ônibus, os pertences, a festa irada da noite passada, a praia de sábado…

roteirope1
Centro do Rio

5. Já é: Interjeição para qualquer final de frase

6. Sapucaí: Não basta ter um local destinado para desfile de escola dsamba, nossa avenida tem nome próprio!

7. Posto 9: Não é um encontro de nove postos de gasolina, e sim o local mais maneiro para e pegar uma praia.

8. Maneiro: Não é legal, não é super bacana, se está no Rio é maneeeeiro (com esse “e” esticadinho mesmo!).

img_5487
Uma cidade realmente maravilhosa!

9. Irado: Algo muito maneiro.

10. Sinixxxxtro: algo muito irado.

11. Piriguete: Esqueça a definição pejorativa do termo, aqui é um modo de se vestir sem sentir frio, mesmo no inverno.

lagoa
E essa vista da Lagoa? ❤

12. Carioca: Essa é a mais difícil de explicar. Para um amigo mineiro é um tipo de doença bucal (nossa, minha carioca está doendo hoje!), mas só a gente sabe que ser carioca é trabalhar o dia inteiro, mas conseguir dar um pulo na praia no horário de verão, ficar sem grana mas fazer happy hour com vista pro mar, viver na beleza e no caos!

Mais sugestões? Conta para a gente: riodigratis@gmail.com

Rio do Graça em exposição no Flamengo

Uma boa programação para o feriado: o Arte Sesc, no Flamengo, está com uma exposição gratuita sobre a vida, a obra e a relação do cronista, escritor, jornalista e político Graciliano Ramos.

Na exposição, o que mais chama a atenção é a interação com os textos do Graça (nota da editora: não é piadinha com o nome do site, este era o apelido dele ❤ ). Pode-se ouvir trechos de livros, uma entrevista com sua filha, Luiza, conhecer seus livros e ainda levar trechos de crônicas para casa!

Tudo muito sensível, mas sem deixar de ser crítico, assim como foi Graciliano. Há espaços para pegar um livro e ler sem pressa trechos de crônicas e entrevistas, apreciar fotos e momentos da vida do escritor.

“O cronista Graciliano” fica no Arte Sesc até o dia 19/4.

Grátis! E aberto diariamente!

O Arte Sesc fica na Rua Marquês de Abrantes, 99 – Flamengo.

Na nossa página no Facebook, algumas fotos da exposição. 🙂

Primavera dos Livros no Catete

Começou ontem (30/10) a Primavera dos Livros 2014 no Catete!

Até domingo (2/11) estarão nos jardins do Museu da República editoras independentes de todos o país, trazendo para o Rio mais de 15 mil títulos literários, lançamentos, maiores sucessos e descontos de até 50%! Além disso, o evento conta com palestras, atividades recreativas, lançamentos de livros com presença dos autores, entre outras ações especiais e interativas.

Confira a programação na página oficial do evento no Facebook.

A Primavera dos Livros tem entrada frança ❤ e acontece das 10h às 21h no Museu da República (Palácio do Catete) – Rua do Catete, 153 – Catete (com entrada também pela Praia do Flamengo).

primavera_dos_livros