Instituto Cultural Brasil-Japão promove workshop de culinária gratuito

Cinthia Saito está de volta com dicas orientais, mas que estão rolando aqui, em terras cariocas, confira!

“Yasai sushi” – Ah, se a moda pega por aqui!

Você já ouviu falar em sushi de legumes? Pois eh, por aqui não é muito conhecido, mas, no Japão, o “yasai sushi” (literalmente, sushi de legumes) é um prato leve e muito popular, especialmente no verão.

Quem quiser tentar em casa, haverá um workshop no próximo dia 24/1, às 13h, no Instituto Cultural Brasil-Japão (ICBJ), Centro do Rio, com a professora Toshie Murakoshi.

A atividade faz parte de um evento que marca a abertura de atividades do ano (ou “hatsugeiko“, como chamam os japoneses). Será aberto a todos e gratuito.


O evento inclui também exposição de artes japonesas, como ikebana (arranjos florais), haiku (poemas curtos), origami (dobraduras de papel), oshi-ê (figuras em alto relevo), nihonga (pintura clássica) e shodo (caligrafia japonesa), todos produzidos por alunos do instituto.


Além de culinária e artes, o evento terá a presença da cantora japonesa Miho Hikichi, que fará um mini-concerto de ópera.

Confira a programação completa:

12h às 15h – Exposição de Caligrafia, Ikebana, Origami, Oshie, Haiku
12:20 – Mini-Concerto de Ópera/ Cantora japonesa Miho Hikichi
13:00 – Demonstração culinária japonesa(Sushi de vegetais) / Professora Murakoshi

Por Cinthia Saito
– –
Hatsugeiko do Instituto Cultural Brasil-Japão
Quando: 24/1, das 12h às 15h
Onde: Av. Franklin Roosevelt – 39, 15º andar, Centro, RJ (quase na esquina com a Avenida Presidente Antônio Carlos)
Quanto: Gratuito
Mais informações e inscrições: (21) 2240-2024 / (21) 2220-7877- icbjrj@gmail.com

Exposição no Consulado do Japão apresenta a arte japonesa do origami

Está rolando uma exposição gratuita de origami (técnica de dobradura de papel japonesa), até dia 27/10, no Centro Cultural do Consulado Geral do Japão.

O papel surgiu na China em 105 d.C. A partir desse período, monges budistas foram levando a técnica para outros países asiáticos. Um deles foi o Japão, que começou a desenvolver papel e dobraduras com o material. Já no século VIII, as dobraduras passaram a fazer parte de cerimônias xintoístas, representando divindades adoradas pelos japoneses.

Até o século XIX, a arte das dobraduras era feita somente pelos adultos, por causa do alto custo dos papéis. Mas, a partir de 1876, o origami passou a fazer parte da educação dos japoneses nas escolas. No final do século XIX começaram a surgir alguns dos formatos de dobraduras mais famosos até hoje, como o pássaro tsuru. Esse origami tem uma história linda, que vale a pena ser lida aqui. Eu já fiz os meus mil tsurus e foi uma experiência incrível!

Além dos trabalhos super criativos em exposição no Consulado, vale a visita pela linda vista do Aterro e Pão de Açúcar que se tem de lá!

Essa dica é da Cinthia Saito, nossa colaboradora que sabe tudo de cultura japonesa! Quem quiser saber mais sobre o tema, acompanhe os posts dela no Instagram Saito in Japan.

Fotos: Cinthia Saito

– – –
Exposição de Origami
Quando: Até 27/10 – segunda à sexta, das 9h às 12h e de 14h às 17h
Onde: Consulado do Japão – Praia do Flamengo, 200, sala 601.
Quanto: Grátis

Anúncios