Jardim Botânico celebra Dia da Árvore com atividades de conscientização para visitantes

Sabia que o Dia da Árvore é nesta quarta-feira (21/9)? Para comemorar a data, a morada oficial das árvores aqui na cidade, o Jardim Botânico do Rio, montou uma programação especial para seus visitantes.

dia_da_arvore_jbrj-01
Fotos: Divulgação JBRJ

 

Às 10h acontece a Trilha dos Polinizadores. O visitante poderá conhecer um pouco mais sobre as espécies de abelhas sem ferrão presentes no JBRJ, seus hábitos e necessidades. As abelhas são fundamentais para a reprodução de grande número de espécies de plantas.

Serão visitados 10 ninhos de abelhas sem ferrão, alguns em ocos, bases de árvores, muro de pedras e outros locais do arboreto. As espécies de abelhas sem ferrão que serão encontradas na trilha e outras que não ocorrem espontaneamente no arboreto, são criadas em caixas racionais nesse meliponário.

Seguindo a programação, às 15h começa o mutirão Árvore sem Risco, para tratamento das árvores feridas por entalhes. Muitos visitantes não sabem, mas riscar os troncos e caules das árvores ou bambus pode provocar doenças nas plantas e até levá-las à morte.

Ah, mas em caso de chuva as atividades serão canceladas, ok?

– –
Dia da Árvore no JBRJ
Onde: Jardim Botânico do Rio: Rua Jardim Botânico, 1008 – Jardim Botânico
Quando: 21/9/16
Quanto: R$10 (inteira) para entrada na parte de visitação do JBRJ. As atividades têm inscrição gratuita e os voluntários que participarem do mutirão Árvore sem Risco não precisa pagar a entrada comum.

Anúncios

Jardim Botânico do Rio celebra a chegada da primavera com exposição de orquídeas

Para receber a primavera, que começa em setembro, o Jardim Botânico do Rio de Janeiro acolherá a já consagrada exposição “Orquídeas na Primavera”, organizada pela OrquidaRio. O evento acontece nos dias 2, 3 e 4/9, das 8h às 17h.

Orquideas na primavera_estersantos
O evento acontece dentro do orquidário do Jardim Botânico/ Foto: Divulgação

 

Além de apreciar espécies raras e comprar mudas e plantas floridas de cerca de 12 orquidários diferentes, o visitante terá ainda a oportunidade de participar de palestras e oficinas gratuitas sobre o cultivo das orquídeas, que acontecem em todos os dias de evento, oficina de ilustração botânica no sábado e do curso “As Orquídeas e seu Cultivo” no domingo.

Confira a programação completa aqui.

– – –
Orquídeas na Primavera
Onde: Orquidário do Jardim Botânico do Rio
Quando: 2, 3 e 4/9 – das 8h às 17h.
Quanto: R$10 / R$5 (meia – veja aqui quem tem direito) para entrar no Jardim. Oficinas gratuitas

 

 

Dia do servidor público: gratuidade no Jardim Botânico do Rio

O Dia do Servidor Público é comemorado em 28/10, mas para os trabalhadores federais o ponto facultativo será no dia 30/10. Para comemorar a data, o Jardim Botânico do Rio será gratuito para os servidores públicos de todas as esferas de governo (municipal, estadual e federal).

Para usar o benefício é só apresentar a carteirinha funcional nas bilheterias do Jardim.

Um belo presente poder passear de graça por um dos cartões-postais mais lindos do Brasil (e o preferido aqui do blog ❤ )

O Jardim Botânico do Rio fica na Rua Jardim Botânico, 1008 – Jd Botânico.

Cinema e arte no Parque Lage

O Cine Lage, sessão de cinema promovida pela EAV (Escola de Artes Visuais do Parque Lage), desta sexta-feira (28/8), apresenta “Você precisa acreditar para ver”, uma seleção de vídeos da artista italiana Anna Franceschini. O trabalho de Anna mergulha na história e pré-história do cinema, utilizando a animação como ideia e não tanto como técnica.

A seleção das obras apresentadas teve a curadoria do português João Laia. Ao final da sessão, haverá debate entre o curador e a artista.

Entrada gratuita!

O Parque Lage fica na Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico

Veja abaixo a programação:

INTRO [Seleção de curtas em loop]

  • a partir das 19h30

FRAGMENT
16 mm transferido para digital, 59”, 2012
SPLENDID’S
16 mm transferido para digital, 02’35”, 2012
SBAM!
16 mm transferido para digital, 24”, 2015
UNTITLED
16 mm transferido para digital,1’, 2012

  • a partir das 20h

UNTITLED (ALMOST LOST)
Filme super8 transferido para DVD, 49”,2010
Produzido com o apoio do Rijksakademie van Beeldende Kunsten, Amsterdam.

LET’S FUUUUCK! I’LL FUCK ANYTHING THAT MOOOVES!” – DENNIS HOPPER
Filme super8 film transferido para digital,43”, 2011

LET’S FUUUUCK! I’LL FUCK ANYTHING THAT MOOOVES!” – SEM TíTULO
Filme super8 transferido para digital,1’59”, 2011

LET’S FUUUUCK! I’LL FUCK ANYTHING THAT MOOOVES!”
Filme super8 transferido para digital, 43”, 2011

SPLENDID IS THE LIGHT IN THE CITY OF NIGHT
Filme super8 film transferido para digital, 4’16”, 2013

IT’S ALL ABOUT LIGHT (TO JOSEPH PLATEAU) / 2
Filme super8 transferido para digital, 2’25”, 2011
Produzido com o apoio do Fiorucci Art Trust

IT’S ABOUT LIGHT AND DEATH (TO JOSEPH PLATEAU)
16mm, 2′ 40”, 2011
Produzido com o apoio do Rijksakademie van Beeldende Kunsten e Fiorucci Art Trust

KUNSTSCHNEE
16mm transferido para digital, 4’59”, 2015

YOU MUST BELIEVE IT TO SEE IT (LE TEMPESTAIRE)
16mm, 6’, 2012

THE STUFFED SHIRT (PART1: VOILA’!)
16mm transferido para digital, 1’03’’, 2012,

THE STUFFED SHIRT_PART_2: THE CHUBBY GHOST IN BROWN JACKET
16mm transferido para digital, 2’32’’, 2012

THE STUFFED SHIRT (PART3: CARRELLO)
16mm transferido para digital, 1’29’’, 2012

A SIBERIAN GIRL
16 mm, 1’02”, 2012

BEFORE THEY BREAK, BEFORE THEY DIE, THEY FLY!
16mm transferido para video HD, 5’40”, 2014
Produzido com o apoio do MACRO Museum – Rome

THE PLAYER MAY NOT CHANGE HIS POSITION
Video em Full HD, 17’, 2009

Jardim Botânico do Rio comemora 207 anos com programação gratuita

O Jardim Botânico do Rio, uma das áreas verdes mais bonitas do Brasil (e o cantinho carioca preferido daqui do blog) completa 207 anos de fundação no próximo sábado, 13/6. Para comemorar, está com uma programação especial, com várias atrações gratuitas!

Confira a programação gratuita abaixo:

– Abertura do Ateliê Mestre Valentim
O público poderá conhecer in loco o trabalho de restauração de quatro obras de Mestre Valentim (sec. XVIII) – As estátuas da ninfa Eco, do caçador Narciso, e das duas Aves Pernaltas.
Às 11h, no Galpão das Artes.

– Visita guiada ao Solar da Imperatriz
Visita ao prédio histórico onde funciona a Escola Nacional de Botânica Tropical, com a arquiteta Dalila Tiago.
Das 14h às 16h.
Vagas limitadas para ônibus especial que leva ao Solar – 14 vagas, com inscrições no Centro de Visitantes.

– Lançamento do DVD Montanhas da Amazônia
A aventura e o desafio das expedições de uma equipe de pesquisadores do Jardim Botânico a alguns dos locais mais remotos do Brasil, as montanhas amazônicas, foram registrados em belas imagens por Ricardo Azoury. No evento, o filme será exibido e serão distribuídos 100 DVDs ao público, que poderá conversar com os pesquisadores e o diretor do documentário.
Às 17h, no Museu do Meio Ambiente.

As outras atrações são gratuitas para quem estiver pelo JBRJ, a entrada custa R$9, na faixa de preço gente boa do #riodegraça 

Todas as informações estão no site do JBRJ.

O Jardim Botânico do Rio fica da Rua Jardim Botânico, 1008 – no bairro do… Jardim Botânico. 😉

Dia da Mulher: Jardim Botânico com entrada gratuita para elas

Mais uma comemoração pelo Dia Internacional da Mulher! O Jardim Botânico do Rio, um dos lugares mais lindos da nossa cidade, abre seus portões para todas as mulheres no próximo domingo, 8/3!

Sim, a entrada é gratuita para todas as mulheres! 🙂

A programação também conta com uma trilha especial, às 10h, que conta a história do local, passando pelos seus pontos mais importantes. Para participar, basta se inscrever no Centro de Visitantes, em frente a bilheteria.

Criado em 1808, com a chegada da família Real ao Brasil, o Jardim Botânico do Rio (JBRJ), além da sua importância história, é um reconhecido centro de pesquisas na área de botânica.

Vale muito a visita! ❤ ❤

O JBRJ fica na Rua Jardim Botânico, 1008 – Jardim Botânico.

11005768_929203307103610_1397816033_n

Festa indígena no Parque Lage

A tradição oral e o saber ancestral do povo Huni Kuin (Acre) sobre plantas medicinais ganhou um livro, o “Una Isï Kayawa – Livro da cura”. Para celebrar o lançamento, foi montada uma oca no Parque Lage,  chamada Kupixawa, a “casa grande de encontros”.

O livro é uma iniciativa do pajé Agostinho Manduca Mateus Ïka Muru (1944-2011) em parceria com o Jardim Botânico do Rio de Janeiro e a Dantes Editora.

Serão 10 dias de festejos no Parque Lage- de 18 a 27 de julho -, com a presença de representantes Huni Kuin, que compartilharão com o público um pouco de sua cultura e de seu saber sobre a floresta.

As atividades de lançamento serão gratuitas! ❤

A oca vai receber exposição de fotografias de Camilla Coutinho Silva, debates, mostra de filmes indígenas com curadoria de Zezinho Yube, contação de histórias por pajés, passeios nos jardins, oficinas de tecelagem e pintura corporal, rodas de cantoria, entre outros eventos.

Confira a programação:

Dia 18/7, sexta-feira
14h às 15h (no Kupixawa) – Abertura com roda de cantorias tradicionais Huni Kuin

15h às 17h (no Kupixawa) – Roda de conversa: “Quem são os Huni Kuin”, com a presença da comitiva Huni Kuin e convidados: Marcelo Piedrafita Iglesias (antropólogo, assessor de assuntos indígenas do Governo do Acre e autor do livro “Os Kaxinawá de Felizardo: Correrias, trabalho e civilização no Alto Juruá); Txai Terri de Aquino (antropólogo e indigenista, importante articulador da demarcação do território Huni Kuin); Nietta Monte (especialista em educação indígena e meio ambiente); Els Lagrou (antropóloga e autora do livro “A fluidez da forma: arte, alteridade e agência em uma sociedade amazônica (Kaxinawa, Acre).

19h às 21h – Abertura da Mostra de filmes indígenas (no Salão)
Curadoria: Zezinho Yube. Exibição de “Já me transformei em imagem”, de Zezinho Yube (32 minutos). Comentários sobre a história de um povo, feito pelos realizadores dos filmes e por seus personagens. Do tempo do contato, passando pelo cativeiro nos seringais, até o trabalho atual com o vídeo, os depoimentos dão sentido ao processo de dispersão, perda e reencontro vividos pelos Huni Kuin.

Dia 19/7, sábado – Lançamento para o público
14h às 15h30 – Pintura Corporal (no Kupixawa), e lançamento para o público do livro “Una Isi Kayawa– Livro da cura” e do livreto “A história não se acaba”, de Antonia Pellegrino.

15h30 às 17h – Roda de conversa (no Kupixawa) com José Itsairu, com o tema “O que são os Kenes?”, padrões gráficos sagrados do povo Huni Kuin. Em seguida, haverá mostra de filmes indígenas (no Salão), com exibição de “Kene Yuxi, as voltas do Kene”, de Zezinho Yube (48 minutos). Ao tentar reverter o abandono das tradições do seu povo e seguindo as pesquisas do seu pai, o professor e escritor Joaquim Maná, Zezinho Yube corre atrás dos conhecimentos dos grafismos tradicionais das mulheres Huni Kui auxiliado por sua mãe.

Dia 20/7, domingo
14h às 15h30 – Roda de conversa com o tema “As plantas medicinais”, com os pajés Dua Busê e Yasan e com o professor Ibã sobre o uso Huni Kuin das principais plantas medicinais.

15h30 às 17h – Roda de Mariri, manifestação cultural tradicional (no Kupixawa)

Dia 21/7, segunda-feira
14h às 15h30 – Apresentação da Tecelagem Huni Kuin e oficina com as mestras artesãs Ayani Huin Kuin e Dani Kaxinawa. (no Kupixawa).

15h30 às 18h – Contação de histórias: Yube Nawa Ainbu – A lenda da jiboia (no Kupixawa)

Dia 22/7, terça-feira
14h às 15h30 – Passeio pelo jardim do Parque Lage com pajés

15h30 às 18h – Oficina de artesanato com miçanga (no Kupixawa)

Dia 23/7, quarta-feira
14h às 15h30 – Roda de cantorias tradicionais Huni Kuin (no Kupixawa)

15h30 às 18h – Oficina de desenhos com jovens artistas (no Kupixawa)

19h às 21h – Mostra de filmes indígenas: “Katxa Nawá” (29 min), de Zezinho Yube (Joaquim Maná, professor e líder da aldeia Mucuripe no Acre, ganhou o prêmio Culturas Indígenas Ângelo Kretã. Com o dinheiro, ele chamou mestres de cerimônia de outras aldeias para realizarem o Katxa Nawá, a festa da fertilidade do povo Huni Kuin, que nunca havia sido realizada em sua terra) e “Xinã Bena, Novos tempos” (52 min), de Zezinho Yube, sobre o dia-a-dia da aldeia Hunikui de São Joaquim, no Rio Jordão no Estado do Acre. Agustinho, pajé e patriarca da aldeia, sua mulher e seu sogro, relembram o cativeiro nos seringais e festejam os novos tempos. Agora, com uma terra demarcada, eles podem voltar a ensinar as suas tradições para seus filhos e netos.

Dia 24/7, quinta-feira
14h às 15h30 – Roda de cantorias tradicionais Huni Kuin (no Kupixawa)

15h30 às 18h – Roda de conversa com a fotografa Camilla Coutinho Silva e visita guiada pela exposição (no Kupixawa)

19h – Mostra de filmes indígenas: “Huni Meka, os cantos do cipó” (25 min), de Josias Maná Kaxinawa e Tadeu Siã Kaxinawá (Uma conversa sobre cipó (aiauasca), “miração” e cantos. A partir de uma pesquisa do professor Isaias Sales Ibã sobre os cantos do povo Hunikui, os índios resolvem reunir os mais velhos para gravar um CD e publicar um livro)

19h30 – Estreia do documentário artístico “Nixi Pae”, de Juliana Nabuco; roda de rapé e conversa com os pajés sobre a medicina usada em rituais da floresta.

Dia 25/7, sexta-feira
14h às 15h30 – Contação de histórias – O surgimento das doenças e as transformações das ervas – Miyui Isi Bai Haskani (no Kupixawa)

15h30 às 18h – Passeio pelo Jardim do Parque Lage com pajés

Dia 26/7, sábado
14h às 15h30 – Oficina de artes para crianças com desenhos e pinturas corporais (no Kupixawa)

15h30 às 17h – Roda de conversa “As plantas medicinais”, com os pajés Dua Busê e Yasan e com o professor Ibã, sobre o uso Huni Kuin das principais plantas medicinais (no Kupixawa)

Dia 27/7, domingo
14h às 17h – Festa de despedida da comitiva Huni Kuin no Parque Lage do Rio de Janeiro com grande Mariri tradicional Huni Kuin, no gramado central do Parque Lage

Sorteio da rifa da jóia “Flor do meu jardim espiritual” de Yara Figueiredo (no Kupixawa)

O Parque Lage fica na Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico.

Realização: OS Oca Lage, Dantes Editora e Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Encontro de ciclistas à moda antiga na Lagoa

A Tweed Ride é mais que um encontro de ciclistas: é a celebração do vintage sobre duas rodas!

A turma se uniu e promove eventos a cada estação. O próximo encontro é domingo, 15/6, com concentração no Parque Lage (Rua Jardim Botânico, 414), às 15h. É só chegar estiloso na sua bicicletinha (ou não, pode ser à pé, skate, bicicleta do Itaú…).

Além da corrida, haverá competição de trajes típicos e dança
Além da corrida, haverá competição de trajes típicos e dança

Todo mundo pode participar do passeio! É aberto e gratuito!

Haverá uma competição de melhor traje masculino e feminino. E uma de dança, que vai premiar dois melhores casais nos passos do lindy hop!! Aí é R$10, mas a organização garantiu que os prêmios são bons! 😉

Após o passeio, às 17h acontece um piquenique na Lagoa, em frente ao quiosque Palaphita Kitch (na altura do Corte Cantagalo). Só levar suas comidinhas, bebidinhas e estender a toalha!

E viva o que nunca sai de moda!

Jardim Botânico do Rio com programação especial

Para comemorar a Semana do Meio Ambiente – de 2 a 10/6 – o Jardim Botânico do Rio receberá uma grande programação com exposição de fotos, mostras de filmes, fóruns ambientais, colóquio, atividades educativas e plantio de mudas. Tudo gratuito! \o/ \o/

A partir da próxima terça-feira, 3/6, começa a mostra Pequeno Cineasta, com exibição de filmes infanto-juvenis com temática ambiental. Dias 3 e 4/6 às 9h, dia 7/6 às 13h e dia 8/6 às 9h, na Sala Multimídia do Museu do Meio Ambiente

O Museu abrigará também (a partir do dia 5/6) a exposição “O Jardim Verde e Amarelo”, com imagens do XV Concurso de Fotografias do Jardim Botânico. No mesmo dia, às 10h, haverá um debate sobre sustentabilidade.

A semana de comemorações no JBRJ é grátis e começa no dia 3/6
A semana de comemorações no JBRJ é grátis e começa no dia 3/6

No dia 6/6, um sortudo terá a oportunidade de plantar uma muda de mangueira no Arboreto (área de visitação) e ainda ganha um certificado de plantador. Quem quiser participar deve ir às 11h no Centro de Visitantes.

A semana de comemorações inclui diversas atividades educativas. Confira tudo clicando aqui.

O objetivo da Semana do Meio Ambiente é conscientizar as pessoas para a importância da conservação da saúde do planeta, por meio da biodiversidade e da sustentabilidade. Criado há 206 anos, o JBRJ é hoje referência mundial na conservação da flora e ensino da botânica, além de ser um dos pontos turísticos mais lindos  do Rio