Guerrilla Girls e o ativismo feminista nas artes em cartaz no Masp

  • Nota da editora: Como eu moro onde milhões de pessoas passam férias, costumo usar esse período para ir para outros destinos. E aqui compartilho com vocês o que vivi na minha última passagem em São Paulo, no réveillon. Sim! Fugi da praia! 😉 

Já tem um certo tempo que venho me incomodando com um excesso de nudez feminina como justificativa artística no cinema e na TV. Nas artes plásticas é a mesma coisa. E nessa, quase nos acostumamos a aceitar uma pintura antiga, por exemplo, sem pensar no contexto social inserido na ação de uma mulher ficar nua e ser retratada pelo olhar de um homem.

Neste contexto, foi com muita alegria e um respiro de “ufa, não estou sozinha nessa” que li uma matéria da Guerrilla Girls na – ótima e agradável – revista da Gol durante um voo. A matéria informava que elas fariam uma exposição no Masp! Uau! Falar sobre machismo na arte dentro do mais importante museu de arte da América Latina? Imperdível!

Feminismo é coragem, e a Guerrilla Girls tem tudo isso.

A Guerrilla é um grupo de ativistas feministas anônimas, que, desde 1985 vêm escancarando os preconceitos de gênero e raça nas artes, além de expor também a corrupção na política, na arte, no cinema e na cultura pop. Seus trabalhos têm como foco, principalmente, os Estados Unidos, mas abrangem temas e dados universais.

Tudo começou em 1984, quando uma exposição no Museum of Modern Art, em Nova York, recebeu obras de 153 artistas homens e apenas 13 artistas mulheres. A chocante discrepância revelava algo que nós – mulheres – sabemos bem: o protagonismo masculino é um viés machista inconsciente e limitador para o crescimento profissional das mulheres. Em resposta, um grupo passou a protestar com máscaras de gorila e humor sagaz para tratar do tema.

GG-02

Eis que fui ver de perto a retrospectiva completa desse trabalho ativista, com 116 trabalhos expostos – incluindo dois feitos especialmente para o Brasil – que está em cartaz no Masp até fevereiro. É imperdível!

A Guerrilla Girls passou a influenciar o mercado das artes ao levantar dados – no mínimo sinistros – sobre a presença feminina no setor. Um cartaz épico é o “As mulheres precisam estar nuas para entrar no Metropolitan Museum?” de 1989, em que mostra que apenas 6% deste acervo é composto por mulheres, enquanto o número de nus femininos é de 85%. Dados de 2012 mostram que pouco mudou em quase 30 anos (4% e 76%). Há uma versão brasileira para o cartaz, com dados do Masp.

E justamente por se colocar aberto para essas críticas, o Museu de Arte de São Paulo nos lembra a importância do questionamento e da visibilidade que precisamos para tratar do feminismo em todas as escalas da sociedade. As GG ainda vão além. Falam também de privilégio branco, eurocentrismo e heteronormatividade. Levantando as questões mas sem juntar tudo no mesmo saco. A exposição nos deixa inquietxs, sacudindo aquela pulga atrás da orelha que, às vezes, nem sabíamos que estava ali. E este é mais um papel da arte: provocar.

GG-03

A exposição Guerrilla Girls – Gráfica 1985-2017 está em cartas no Masp até 14 de fevereiro de 2018. A entrada custa 30 reais (e às terças é grátis). Aproveita e confere outra exposição de balançar com as nossas estruturas que está rolando por lá: A história da sexualidade.

É por essas e outras que eu amo São Paulo!

– –
Guerrilla Girls – Gráfica 1985-2017
Onde: Masp – São Paulo
Quando: até 14/2/2018, de terça a domingo
Quanto: R$30 (inteira) e às terças-feiras a entrada é gratuita

Anúncios

Parque Lage promove atividades gratuitas para crianças e jovens em outubro

O Parque Lage está com uma programação especial, toda gratuita, para o mês de outubro. São cursos, palestras e atividades lúdicas para crianças e adolescentes.

O objetivo dos encontros é reunir aqueles que a sociedade chama de “menores”. “Cabe olhar para a classe dos “menores” e investigar métodos de superação de sentimentos de insegurança, sobretudo em tempos atuais de instabilidade e terror”, diz a apresentação do programa.

parque_lage02

Confira a programação completa:

+ 06/10 – Quinta
14:00 – 17:00 O que ouvem as crianças?
+ 11/10 – Terça 
14:00 – 17:00 Inventando geometrias
+ 12/10 – Quarta 
14:00 – 17:00 Lançamento do livro “Arte Brasileira para Crianças”
16:00 – 17:00 De criança para criança
17:00 – Aula aberta – Parque dos Dinossauros
+ 13/10 = Quinta 
14:00 – 17:00 O que ouvem as crianças?
+ 15/10 – Sábado 
10:00 – 12:00 Jiu-Jitsu na Lage
14:00 – 17:00 “O Nome do Medo”
+ 16/10 – Domingo 
14:00 – 17:00 “O Nome do Medo”Local: MAR
+ 17/10 – Segunda 
14:00 – 17:30 Fazendo monotipias
+ 18/10 – Terça 
14:00 – 17:00 Inventando geometrias
+ 20/10 – Quinta 
14:00 – 17:00 O que ouvem as crianças?
+ 22/10 – Sábado 
12:00 – 17:00 Introdução à gravura e processos gráficos
+ 25/10 – Terça 
14:00 – 17:00 Inventando geometrias
+ 27/10 – Quinta 
14:00 – 17:00 O que ouvem as crianças?
+ 28/10 – Sexta 
14:00 – 18:00 O tamanho das coisas
+ 29/10 – Sábado 
13:30 – 17:00 Museu portátil
+ 30/10 – Domingo 
11:00 – Encerramento – Celebração e exposição dos trabalhos realizados nas oficinas
13:30 – 17:00 Museu portátil
14:00 – 16:00 O labirinto de Vergara

Clique aqui para ler a ementa e como se inscrever em cada atividade.

O encerramento acontece no dia 30/10 (domingo), a partir das 11h, nas Cavalariças do Parque Lage, onde o público visitante, familiares e amigos poderão apreciar o resultado das atividades, participando de uma celebração coletiva, que inclui uma exposição dos trabalhos realizados nas oficinas.

– –
Jornadas de Outubro
Onde: Escola de Artes Visuais do Parque Lage – Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico
Quando: até 30/10
Quanto: Grátis

Começou o ART RIO: o evento de arte contemporânea mais esperado do ano

Até domingo (2/10), uma ótima opção para quem curte arte é visitar a sexta edição do Art Rio. A feira de arte moderna e contemporânea ocupa 3 galpões do Pier Mauá (vá de calçado confortável!) e conta com 73 galerias de arte brasileiras e estrangeiras.

Por lá, o visitante pode se deparar com obras de Di Cavalcanti, Volpi, Botero e, ao mesmo tempo, Tunga, Adriana Varejão, Franz Weissmann e Yayoi Kusama.

Palestras e lançamentos de livro fazem também parte da programação – que pode ser encontrada aqui, que conta também com eventos paralelos gratuitos, espalhando arte pela cidade.

Livros e revistas
Mais uma vez presente no evento, a editora alemã Taschen traz uma novidade: livros de arte em tamanho menor por R$70,00. Outro destaque é a edição limitada do livro do artista chinês Ai Weiwei, à venda por R$5 mil para quem estiver disposto!

A livraria Blooks também está com estande na feira, com vários livros ligados às artes.

É possível adquirir assinaturas ou comprar edições de revistas especializadas em artes, arquitetura e cultura, como a colombiana ArtNexus (que cobre o trabalho de artistas latino americanos pelo mundo) e a brasileira Bamboo.

Fotos: Cinthia Saito 

 

Eventos paralelos
Até domingo, os jardins do Palácio do Catete estão repletos de obras de arte contemporânea do Intervenções Bradesco Art Rio.

Como evento paralelo, chega também à sexta edição o Art Rua, festival de arte urbana que ocupará um espaço ainda maior que o do ano passado e com obras de mais de 30 artistas brasileiros e estrangeiros. A programação é toda gratuita e conta também com shows e festa que prometem esquentar o fim de semana.

Uma novidade desta sexta-feira (30/9) foi a inauguração oficial do Rua City Lab, laboratório de experimentações urbanas, com programação musical, loja de desin, banca de zines e publicações independentes de arte. Assim como no Pier Mauá, haverá food trucks.

img_7781

– –
Feira Art Rio
Onde: Pier Mauá – Centro (Zona Portuária)
Quando: sexta e sábado: 13h às 20h, domingo: 13h às 19h
Quanto: R$30 (inteira) e R$15 (meia) – Dá para comprar na hora ou pela internet aqui.
Como chegar: de VLT, desça na estação dos Museus ou dos Navios.

Festival Art Rua
Onde:
Galpão em Santo Cristo, na Rua Professor Pereira Reis, 76.

Shows e festas: 
Sexta: TeclaMusic (18h às 23h) e MOO ( 23h às 5h).
Sábado: Fiji (18h às 23h) e Trap’in (23h às 5h)
Domingo: BebadoSamba (18h às 23h).
Quanto: grátis

Arte contemporânea no Palácio do Catete
Onde: R. do Catete, 153 – Catete
Quanto: grátis

Texto e fotos da querida Cinthia Saito, que passou no ArtRio e trouxe todas as novidades desse ano para a gente. Ficou muito legal, obrigada!

Semana Design Rio: exposições, palestras e oficinas do melhor da indústria criativa carioca

A Semana Design Rio começou nesta quinta-feira (1/9) e segue até domingo (4/9) levando para a Zona Portuária o melhor da indústria criativa da cidade. Em sua quarta edição, a mostra busca aproximar do grande público o design e seus profissionais.

semanadesignrio
Semana Design Rio 2015/Foto: Divulgação 

A programação conta com palestras de grandes nomes da área, exposições – com direito a mostra dos Irmãos Campana, oficinas de criação, venda de produtos assinados e atividades gratuitas para o público, ensinando diferentes técnicas de design, como reciclagem e impressão 3D, dentre outras.

Além das atividades no Armazém da Utopia, o evento também está com uma extensa programação na Antiga Fábrica da Bhering.

bhering01
Antiga Fábrica da Bherig/Foto: Catraca Livre

Como saco vazio não para em pé, a gastronomia não foi esquecida! Várias comidinhas de rua estarão presentes no Largo da Bhering, com a chancela da Roberta Sudbrack! \o \o

Clique aqui para conhecer a programação completa.

– –
Semana Design Rio
Quando: 1 a 4/9 (quinta-feira a domingo) das 12 às 21h.
Onde: Armazém da Utopia – Armazém 06 |Avenida Rodrigues Alves nº 1794, Zona Portuária e Bhering – Rua Orestes, 28, Santo Cristo
Quanto: Entrada gratuita

Espetáculo gratuito une teatro e performance no Espaço Sérgio Porto

O público acostumado com o tradicional formato teatral de palco e plateia estáticos vai se surpreender com o espetáculo “Solos de memória”, do grupo Uma Certa Companhia. Na peça, os espectadores são convidados a acompanhar as cenas percorrendo os vários ambientes do Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, no Humaitá.

O espetáculo é gratuito conta com performances que vão do foyer até o pátio do lado de fora do teatro, onde a cena final aborda temas atuais, como a relação da cidade com os Jogos Olímpicos.

solosdememoria

A montagem dialoga com a obra da artista plástica Anna Bella Geiger em exposição na galeria do próprio local.

“Solos de memória” fica em cartaz no Espaço Sérgio Porto até 22/8, de quarta à segunda, às 18h. Ah, a classificação é 12 anos.

– – –

Serviço:
Espetáculo “Solos de memória”
De 3 a 22/8 (quarta a segunda-feira)
Horário: 18h
Local: Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto
Endereço: Rua Humaitá, 163 – Humaitá, Rio de Janeiro – RJ
Telefone:(21) 2535-3846
Valor: ENTRADA FRANCA
Reservas pelo email:
solosdememoria@gmail.com
Capacidade: 20 espectadores por sessão
Duração: 70 minutos
Classificação: 12 anos 

Arte contemporânea brasileira em exposição na Barra

Legado cultural das Olimpíadas: a Cidade das Artes, na Barra recebe, durante os Jogos, a exposição “Cidade Jacaranda” com grandes obras de artistas brasileiros contemporâneos. A mostra é uma parceria entre a plataforma Jacaranda (plataforma crossmedia de divulgação da arte nacional) e a Cidade das Artes, com o objetivo de promover um panorama relevante da arte contemporânea brasileira.

obra bechara baixa
Obra de José Bechara

Dentre os artistas presentes, Carlos Vergara, José Bechara, Afonso Tostes, Daniel Senise, Iole de Freitas, Vicente de Mello, Raul Mourão, Beth Jobim, Vik Muniz, Angelo Venosa, Paulo Vivaqua e Cabelo.

“Cidade Jacaranda” fica em exposição até o dia 25/9.
Grátis! \o \o

A Cidade das Artes funciona de terça a domingo, das 10h às 18h – Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca.

 

 

Festival de artes gratuito nas favelas cariocas

O FESTFAVELA: Minha Cidade Maravilhosa é um festival de artes integradas que reunirá dança, shows e teatro em favelas do Rio, para moradores e visitantes. As apresentações acontecem nos dias 23, 24, 30 e 31/7 e 6 e 7/8 no Cantagalo, Maré, Mangueira, Vidigal, Rocinha e Praça Mauá.

O evento é idealizado pelo grupo de teatro Gene Insanno e as apresentações serão gratuitas, reunindo os Pontos de Cultura Ecoar, Cia Livre de Dança da Rocinha, Centro Cultural Cartola, Ação Local Cia Cultura Urbana RJ e Museu do Amanhã.

02. Isso dá um samba_credito_Guilherme Imbassahy
Foto: Guilherme Imbassah

Confira a programação completa:

23/7 – CANTAGALO – CAMPINHO
14h – Ilhas (Performance de Dança) –Ecoar
15h – Isso dá um Samba (Espetáculo Teatral) – Grupo Gene Insanno
16h – História de um Malandro (Espetáculo de Dança) – Cia Cultura Urbana RJ

24/7 – MARÉ – AÇÃO COMUNITÁRIA DO BRASIL
14h – Contando e Cantando a história do Samba (palestra ilustrada) – Nilcemar Nogueira (Doutora em Psicologia Social, Mestra em Bens Culturais, Pesquisadora, Sambista) – Centro Cultural Cartola
15h – História de um Malandro (Espetáculo de Dança) – Cia Cultura Urbana RJ
16h – Isso dá um Samba (Espetáculo Teatral) – Grupo Gene Insanno

30/7 – MANGUEIRA – CENTRO CULTURAL CARTOLA
14h – Contando e Cantando a história do Samba (palestra ilustrada) – Nilcemar Nogueira (Doutora em Psicologia Social, Mestra em Bens Culturais, Pesquisadora, Sambista) – Centro Cultural Cartola
15h – Isso dá um Samba (Espetáculo Teatral) – Grupo Gene Insanno

31/7 – PRAÇA MAUÁ – MUSEU DO AMANHÃ
14h – História de um Malandro (Espetáculo de Dança) – Cia Cultura Urbana RJ
15h – Ilhas (Performance de Dança) – Ecoar
16h – Isso dá um Samba (Espetáculo Teatral) – Grupo Gene Insanno
17h – Contando e Cantando a história do Samba (palestra ilustrada) – Nilcemar Nogueira (Doutora em Psicologia Social, Mestra em Bens Culturais, Pesquisadora, Sambista) – Centro Cultural Cartola
18h – Brasileirices (percussão, canto, dança e teatro) – Cia Livre de Dança da Rocinha

6/8 – VIDIGAL – LARGO DO ACESSO
14h – Ilhas (Performance de Dança) – Ecoar
15h – Via Apia (Espetáculo de Dança) – Cia Livre de Dança da Rocinha
16h – Isso dá um Samba (Espetáculo Teatral) – Grupo Gene Insanno

07/8 – ROCINHA – LARGO DA ROUPA SUJA
15h – Um palco para sonhar (Espetáculo de Dança) – Cia Livre de Dança da Rocinha
16h – Isso dá um Samba (Espetáculo Teatral) – Grupo Gene Insanno

 

Performance de vídeodança cria coreografias a partir da respiração do público

Uma instalação coreográfica que une dança e vídeo, criando movimentos a partir da respiração do público. Assim é P.O.E.M.A., instalação performática em cartaz no Oi Futuro, a partir da próxima segunda-feira, 18/7.

A ideia da performance é criar uma experiência viva entre bailarinos e plateia, imersos em uma ambientação física que dá suporte estético à articulação entre realidade virtual, dança, música e videodança.

Fotot 7 POEMA MM - Fotografo Adriano Fagundes

A instalação ficará no Oi Futuro Flamengo de 18/7 a 20/8. A performance acontece diariamente das 16h30 às 19h30, sempre gratuita! E a classificação é livre.

Idealizada, coreografada e dirigida por Regina Miranda, a instalação conta com a colaboração dos artistas internacionais Mirjana Prpa (Servia), arquiteta especializada na criação artística de ambientes de realidade virtual, Kivanç Tatar (Turquia), músico que se dedica a processos generativos de criação musical eletrônica, e reúne três intérpretes-criadoras da Companhia de Regina Miranda – Marina Salomon, Patrícia Niedermeier e Marina Magalhães – que se dedicam a pesquisas de performance interativa com Regina. A cenografia de Natalia Lana, os figurinos de Luiza Marcier, o vídeo de Barbara Branco e a luz de Luiz Paulo Nenen, completam a ambientação imersiva.

Oi Futuro Flamengo fica na Rua Dois de Dezembro, 3 – Flamengo.

Exposição retrata o corpo na arte e na literatura

Com curadoria de Ana Kiffer, a exposição “Cadernos do Corpo” terá sua abertura nesta quarta-feira, 20/4, no Centro Cultural da Justiça Federal, no Centro.

A exposição é o desdobramento de um grupo de pesquisa sobre escritas processuais e experimentais, no limite entre a literatura e a arte. A aposta da mostra é a de que a criação artística se relaciona com a produção de subjetividades e com a atuação política no mundo, e também a de que o caderno não se insere, hoje, apenas como registro do íntimo e do [in]confessável, normalmente revelado após a morte do artista ou do escritor.

Assim, a exposição apresenta os cadernos dos artistas em seus mais variados suportes,
desde o preto sobre branco do papel até o vídeo e a performance, servindo de plataforma para a experimentação da escrita como pergunta, como endereçamento e como curiosidade radical pela vida.

Além da exposição, haverá uma série de seminários com artistas, poetas e pesquisadores convidados de diversas áreas (filosofia, antropologia, música, teatro). O objetivo é explorar os cadernos como acontecimentos de passagem, entre o manuscrito do escritor e o livro de
artista, ou como obras processuais, obras-sem-obras.

Artistas: Adriana Azevedo | Ana Costa | Antonia de Thuin | Clarisse Zarvos | Diego Ferreira | Dyonne Boy | Fernanda Correa | Kammal João | Maíra Fernandes de Melo | Marcela Filizola | Natalie Lima | Paula Terra | Raissa de Goés

Performances: Beatriz Provasi | Clarisse Zarvos | Daniel Castanheira | Mila Bartilotti | Omar Salomão | Raissa de Goés

A abertura será hoje, às 19h e a exposição fica aberta para visitação até 5/6, de terça a domingo, das 12h às 19h.

O Centro Cultural da Justiça Federal fica na Av. Rio Branco, 221 – Centro.

Centro de Arte Hélio Oiticica recebe bienal de arte

O Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica está recebendo a V Bienal da EBA/UFRJ. Na programação exposições e palestras gratuitas.

Hoje (26/1), às 15h, a professora Fernanda Pequeno apresenta a palestra “Lygia Pape: sobre baratas, bocas, carnes e túneis”, sobre trabalhos que Lygia Pape realizou a partir de 1967.

Na quarta-feira (27/1), também às 15h, é a vez da professora Angela Âncora da Luz dar voz ao tema “A eternidade do momento presente no ato criador do artista:o tempo na arte”.

Confira a programação completa na imagem abaixo.

centro-municipal-helio-oiticica01

O Centro de Artes fica na Rua Luis de Camões, 68 – Centro.

O Rio que não tem preço

Vento&Cor

Quem anda pelo Centro já deve ter encontrado com o moço dos cataventos. 😊

Sempre que o vejo, sinto o dia mais colorido. Experimente enfeitar um vasinho de flor com o trabalho dele, é alegria para sua casa.

Ele também trabalha com encomenda e entrega em casa! 😄

Contato: 21 2504-2349 (e tem mais telefones no cartaz na imagem). Viva o Rio e quem faz da cidade um lugar melhor para viver!

IMG_9882

Feira de Mães Empreendedoras em Botafogo

Hoje (07/11) é o lançamento do Imagina Mãe, projeto que pretende promover o encontro e troca entre mães empreendedoras e dar suporte a elas de diversas maneiras.

O evento, que ocorrerá no criativo espaço Olho da Rua, em Botafogo, começa às 10h e conta com diversas atividades para divertir e inspirar todas as famílias, como a Oficina de Experimentação Poética na Máquina de Escrever para os pequenos, com a poeta Aline Miranda, às 14 horas.

A entrada é gratuita e as atrações são mediante colaboração consciente. Além dos trabalhos das mães, como o Dona Chica Slingueria, haverá comidas deliciosas, como a estreia do Quinburguer (hamburguer artesanal de quinoa!) entre outras delícias.

Durante o dia também terá o sorteio de 10 mapas astrais infantis pelo site Personare!

Confira a programação completa na página do evento, clicando aqui.

O Espaço Cultural Olho da Rua fica na Rua Bambina, 06, Botafogo.

Para saber mais sobre o projeto: www.imaginamae.com.br 

imagina_mae

Tem promoção rolando no Instagram!

Em parceria com o Circuito Errejota, estamos sorteando um quadrinho carioca da fotógrafa Talita Chaves.

Lindo e a nossa cara!

Para participar tem que seguir a gente no Instagram: @riodegraca

O sorteio será amanhã, 2/10 e a entrega do prêmio acontece no sábado.

Lembrando que o Circuito Errejota rolá sábado, 3/10 no CIB – Rua Barata Ribeiro, 489 – Copacabana.

  • A foto que ilustra o post também é da Talita. Já somos fãs! ❤

Cinema e arte no Parque Lage

O Cine Lage, sessão de cinema promovida pela EAV (Escola de Artes Visuais do Parque Lage), desta sexta-feira (28/8), apresenta “Você precisa acreditar para ver”, uma seleção de vídeos da artista italiana Anna Franceschini. O trabalho de Anna mergulha na história e pré-história do cinema, utilizando a animação como ideia e não tanto como técnica.

A seleção das obras apresentadas teve a curadoria do português João Laia. Ao final da sessão, haverá debate entre o curador e a artista.

Entrada gratuita!

O Parque Lage fica na Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico

Veja abaixo a programação:

INTRO [Seleção de curtas em loop]

  • a partir das 19h30

FRAGMENT
16 mm transferido para digital, 59”, 2012
SPLENDID’S
16 mm transferido para digital, 02’35”, 2012
SBAM!
16 mm transferido para digital, 24”, 2015
UNTITLED
16 mm transferido para digital,1’, 2012

  • a partir das 20h

UNTITLED (ALMOST LOST)
Filme super8 transferido para DVD, 49”,2010
Produzido com o apoio do Rijksakademie van Beeldende Kunsten, Amsterdam.

LET’S FUUUUCK! I’LL FUCK ANYTHING THAT MOOOVES!” – DENNIS HOPPER
Filme super8 film transferido para digital,43”, 2011

LET’S FUUUUCK! I’LL FUCK ANYTHING THAT MOOOVES!” – SEM TíTULO
Filme super8 transferido para digital,1’59”, 2011

LET’S FUUUUCK! I’LL FUCK ANYTHING THAT MOOOVES!”
Filme super8 transferido para digital, 43”, 2011

SPLENDID IS THE LIGHT IN THE CITY OF NIGHT
Filme super8 film transferido para digital, 4’16”, 2013

IT’S ALL ABOUT LIGHT (TO JOSEPH PLATEAU) / 2
Filme super8 transferido para digital, 2’25”, 2011
Produzido com o apoio do Fiorucci Art Trust

IT’S ABOUT LIGHT AND DEATH (TO JOSEPH PLATEAU)
16mm, 2′ 40”, 2011
Produzido com o apoio do Rijksakademie van Beeldende Kunsten e Fiorucci Art Trust

KUNSTSCHNEE
16mm transferido para digital, 4’59”, 2015

YOU MUST BELIEVE IT TO SEE IT (LE TEMPESTAIRE)
16mm, 6’, 2012

THE STUFFED SHIRT (PART1: VOILA’!)
16mm transferido para digital, 1’03’’, 2012,

THE STUFFED SHIRT_PART_2: THE CHUBBY GHOST IN BROWN JACKET
16mm transferido para digital, 2’32’’, 2012

THE STUFFED SHIRT (PART3: CARRELLO)
16mm transferido para digital, 1’29’’, 2012

A SIBERIAN GIRL
16 mm, 1’02”, 2012

BEFORE THEY BREAK, BEFORE THEY DIE, THEY FLY!
16mm transferido para video HD, 5’40”, 2014
Produzido com o apoio do MACRO Museum – Rome

THE PLAYER MAY NOT CHANGE HIS POSITION
Video em Full HD, 17’, 2009

Feira de moda independente em Laranjeiras

Para quem estava com saudade das feiras de moda pela cidade, uma boa notícia: elas estão voltando! Neste final de semana (7/3 e 8/3) acontece mais uma edição d’O Mercado, com a presença de estilistas independentes, comidinhas, djs e exposições de arte, em Laranjeiras.

O evento tem entrada franca a acontece das 14h às 21h na no Salão Nobre da sede do Fluminense.

Dentre as 100 marcas presentes, as veteranas O Artífice, Teresa Maddalena, Fernanda Barcelos, La Película, Jasmim Manga e a paulista Colorado. E também estreiantes, como a “Pau Brasilys” que faz sandálias através do reaproveitamento de madeira e “Simek”, de jóias.

Para quem está em busca de produtos sustententáveis as marcas Folk Boots, Zizi Anil e Atelier TQ utilizam técnica artesanal no reaproveitamento de materiais como tecidos e discos de vinil.

Além das marcas presentes, exposição de arte e o coletivo “Mesclado”, com designers, fotógrafos, artistas plásticos, ilustradores e grafiteiros. Na gastronomia, o chef Gustavo Fonseca apresenta suas criações, como o guacamole com chips de batata baroa e sanduíche de rosbife. A sobremesa fica por conta de Quetzal, Epifania Confeitaria e Dona Doçura.

Entrada gratuita! 🙂

O Clube Fluminense fica na Rua Álvaro Chaves, 41 – Laranjeiras.