#Rio2016 Roteiro Casas dos Países: os endereços mais concorridos das Olimpíadas!

Legado dos Jogos: as Casas dos Países! Também chamadas de “casas de hospitalidade” ou “Casas Olímpicas”, este locais são montados por delegações de países que irão participar da Rio 2016, para compartilhar suas culturas e reunir torcedores.

Serão 21 locais abertos ao público, e cada país inova de um jeito, seja pelo estilo da casa (a de Portugal é um barco!), localização (a da Holanda é na Lagoa) ou atrações (Suíça vem com patinação no gelo). A maior parte das casas é de graça!

Tem também uma contrapartida bacana: em troca dos lugares cedidos pela prefeitura, os países se comprometeram com reforma de escolas, doação de equipamentos, capacitação de educadores, etc. Já também contrapartidas culturais. A Dinamarca, por exemplo, vai doar uma maquete do Rio feita em Lego!

Além dos países, as marcas patrocinadoras das Olimpíadas também terão seus espaços exclusivos, confira aqui.

– Não tem ingresso para os Jogos? Fizemos uma seleção dos esportes que podem ser vistos de graça! Confira nossa lista aqui – 

Conheça as casas mais legais que estarão presentes na cidade e monte sua programação:

+ Baixo Suíça
Onde: campo de beisebol na Lagoa
Quando: 1/8 a 18/9 – 11h às 23h
Quanto: entrada gratuita
Imperdível porque… na Copa foi a casa queridinha dos cariocas e promete manter esse título. Para as Olimpíadas vem com um rinque de patinação no gelo para 50 pessoas que, à noite, se transforma em pista de dança, com direito a bar gelado!

casa_suica
Foto: O Globo

+ Casa da Holanda
Onde: Clube Monte Líbano – Lagoa
Quando: 5 a 21/8 – 11h às 1h
Quanto: 45 EUROS! 😦
Imperdível porque… de dia vão rolar diversas práticas esportivas, além de aulas de standup paddle em Ipanema e, à noite, festas com DJs.

+ Casa da Áustria
Onde: Clube do Botafogo – Botafogo
Quando: 4 a 21/8 – 10h às 23h
Quanto: entrada gratuita
Imperdível porque… um grande restaurante e uma padaria irão oferecer iguarias, como os pães semmeln e o kornspitz – feito de centeio, trigo, farelo de soja, linhaça e sal – e o prato wiener schnitzel, uma espécie de bife milanesa. A gente passou por lá e conta tudo aqui
Casa-Austria

+ Casa da República Tcheca
Onde: Centro Empresarial Mário Henrique Simonsen – Barra
Quando: 5 a 21/8 – 11h às 0h
Quanto: entrada gratuita
Imperdível porque… transmissões de competições e comemorações com atletas tchecos, cultura e gastronomia do país e degustação de cerveja da República Tcheca.


+ Casa da Colômbia

Onde: Centro Cultural do Ministério da Saúde – Praça XV
Quando: 4 a 21/8 – 10h às 20h
Quanto: entrada gratuita
Imperdível porque… exposições, telão com jogos e degustação de cafés colombianos (um dos melhores do mundo!) e frutas exóticas, como lulo, feijoa e borojó.
Casa-Colombia.jpg

+ Casa da França – 12 às 2h
Onde: Sociedade Hípica Brasileira – Lagoa
Quando: 5 a 21/8
Quanto: R$20
Imperdível porque… food truck com assinatura de Claude Troisgros, competição entre atletas franceses e torcedores em provas de tiro com arco, tênis de mesa, badminton, judô e taekwondo.

+ Casa de Portugal
Onde: Navio Escola Sagres, atracado no Cais da Portuguesa – Ilha das Cobras
Quando: 3 a 22/8 – 10h às 23h
Quanto: entrada gratuita
Imperdível porque… o navio-velerio, construído em 1937, ficará aberto para visitação, com degustações de vinhos do Douro e do Alentejo e apresentações de iguarias locais.

casa_portugal
A Casa de Portugal é um navio!

+Casa Brasil
Onde: 
Pier Mauá – Zona Portuária
Quando:
4/8 a 18/9 10h às 20h
Quanto: 
entrada gratuita
Imperdível porque…
será montado um boulevard olímpico, com telões e palco para shows, atividades para crianças, oficina de preparação de café e degustações de chocolate, cachaça e vinho.

+ Casa África
Onde: Casashopping – Barra
Quando: 5 a 21/8 – 14h às 22h – atenção: o horário de abertura da casa é as 14h e não 12h, como está no site oficial da Rio 2016.
Quanto: entrada gratuita
Imperdível porque… será o QC das 54 delegações africanas, com exposições, desfile de moda e um tour virtual pelo continente a bordo de um avião.

Casa-Africa.jpg
O simulador da Casa da África

+ Casa da Austrália
Onde:
Centro de Convenções Bolsa do Rio – Praça XV
Quando:
6 a 12/8 – 11h às 19h
Quanto:
entrada gratuita
Imperdível porque…
exposição fotográfica sobre inovações australianas, experiência de turismo em realidade virtual e seminários para quem deseja estudar no país.

+ Casa da Dinamarca
Onde: 
Posto 10 – Ipanema
Quando:
2 a 21/8 – 11h às 22h
Quanto: 
entrada gratuita
Imperdível porque…
exposições interativas, shows, palestras e um parque infantil da Lego. 

Casa-Dinamarca.jpg
Foto: Henning Larsen Architects


+ Casa da Finlândia

Onde: Visconde de Itaboraí, 78 – Centro
Quando: 13, 14, 20 e 21/8 – 10h às 16h
Quanto: entrada gratuita
Imperdível porque… o público poderá visitar o Papai Noel e conhecer um pouco da tradição finlandesa.

+ Casa do Japão
Onde:
Praça XV (Centro) e Cidade das Artes – Barra 
Quando:
5 a 21/8 e 7 a 18/9, 12h/20h (dias 7/8 e 17/9, apenas convidados)
Quanto: 
entrada gratuita
Imperdível porque…
Tóquio será sede das próximas Olimpíadas, em 2020, então promete caprichar na sua casa carioca. A do Centro contará mostra de obras e workshops de artistas japoneses e brasileiros, criados a partir de atuação em instituições de assistência social no Brasil. Na Barra, a casa promete uma “Omotenashi Japonesa” – a tradicional hospitalidade japonesa.


+ Casa da Alemanha
Onde: 
Posto 11 – Leblon
Quando:
4/8 a 1/9 – 14h30 às 21h30
Quanto: 
entrada gratuita
Imperdível porque…
torneios esportivos com premiação, atividades para crianças, shows e workshop de cerveja artesanal.

Casa-Alemanha.jpg
Casa da Alemanha

+ Casa  México
Onde: Museu Histórico Nacional – Centro
Quando: 3/8 a 15/9 – 10h às 17h30
Quanto: entrada gratuita
Imperdível porque… terá três exposições, sobre arqueologia mexicana, Frida Kahlo para crianças e a realização das olimpíadas por lá, além de um espaço contando sobre as opções de turismo no país.

+ Casa do Qatar
Onde: Casa Daros -Botafogo
Quando: 4 a 21/8 – segunda a quinta, 18h/22h; sextas e sábados, 15h/0h; domingos, 15h/22h
Quanto: R$20 – tem que fazer a inscrição prévia no site Bayt Qatar. O valor inclui duas comidinhas do Alex Atala! \o/
Imperdível porque… demonstrações de pintura de henna, oficinas de caligrafia árabe, cabine de fotos com vestimentas típicas, simulação de corrida de camelos em 3D e gastronomia com Alex Atala.
Já fomos conhecer a Bayt Qatar e contamos tudo aqui!

IMG_6546

+ Casa da Jamaica
Onde: Praça Santos Dumont – Baixo Gáveia
Quando: 11 a 21/8 – 16h às 1h
Quanto: entrada gratuita
Imperdível porque… vão apresentar mais da cultura do país, principalmente no atletismo, já que é a nação do Usain Bolt.

+ Casa do Reino Unido
Onde: Parque Lage – Jardim Botânico
Quando: 5 a 21/8 – 9h às 22h
Quanto: entrada gratuita, mas precisa registrar antecipadamente no site britishhouserio.com
Imperdível porque… além do contato com os atletas, vai rolar um programa cultural e de negócios cobrindo uma variedade de temas que inclui de investimentos a esporte e de música às indústrias criativas.

casa-britanica.jpg
British House

Mais informações no site da Rio 2016.

Para aproveitar melhor o evento, a gente sempre sugere deixar o carro em casa. A Cabify é uma empresa de tecnologia que conecta quem quer se movimentar pela cidade com estilo e segurança a um motorista particular que te leva a qualquer lugar!

Baixe o app (para iOS e Android) e com o voucher “RIODEGRACA”, você ganha a primeira corrida gratuita de até R$20! Leia aqui como foi nossa experiência com a Cabify.

92 comentários em “#Rio2016 Roteiro Casas dos Países: os endereços mais concorridos das Olimpíadas!

  1. Parabens pelainiciativa fornecendo muitas informaçoes sobre as CASAS DE TODOS OS PAISESdurante as OLIMPIADAS/2016.Gostaria de informaçao se IDOSOS TERAO PRIORIDADE PARA NAO ENFENTAR AS FILAS QUILOMETRICAS QUE SE FORMAM.PARA I FORMAÇAO…meu email: lturano45@hotmail.com

  2. Se se trata da casa dos países, me digam onde fica esse país chamado África! A minha ignorância não está conseguindo alcançar a ignorância de quem escreveu isso…

    1. Oi, Ricardo. Sim, são casas dos países, mas as delegações africanas se juntaram e fizeram um só espaço, por isso chama Casa África. Não se trata de ignorância, eles que fizeram esse arranjo diferente, tradicionalmente os locais são separados por nacionalidade mesmo.

      1. Parabéns pela sutileza da resposta, Educação é tudo. Como as pessoas se importam com detalhes … ou será que é só para mostrar conhecimento … superioridade .

      1. Oi, Ângela.
        Sim, sabemos que a África é um continente, e maravilhoso! 🙂
        Tradicionalmente nos eventos esportivos são casas dos países, mas as delegações africanas se juntaram e fizeram um só espaço, por isso chama Casa África.
        Como só eles fizeram isso, até mesmo na programação oficial das Olimpíadas entrou como “Casa dos Países – Casa África”.

      2. Se tivesse lido com atenção não estaria preocupada em reclamar disso. É Casa da África. Ponto. Em nenhum lugar chamaram a África de país. Me poupe. A pessoa que respondeu tem uma paciência de Jo pr aturar essas bobeiras.

      3. Quando se tem recalque,só um profissional pode ajudar. O humilde de coração , procura ajuda. Não há necessidade de mesnosprezar a inteligente do outro com tratamento irônico. Gostei da humildade na resposta.👏👍

  3. Muito boa a iniciativa, oportunidades de conhecermos muitas coisas bacanas sobre a cultura de alguns países. Vou conhecer algumas casas.

  4. Que legal!!!! Melhor incentivo e legado que teremos!!! Maravilha!
    Pretendo conhecer cada casa.
    Adorei esta ideia!!!

  5. Acho fantstico misturar cultura e s porte de um pas num nico local
    pois dessa forma alm de passarmos a conhecer a origem de determinado esporte podemos interagir com a beleza e a cultura do pas que est nos oferecendo um programa to legal!

  6. O foda é que conseguem mesmo reduzir o Rio de Janeiro à Barra, Zona Sul e, agora, Zona Portuária e Centro. A região com maior contingente populacional da cidade, as zonas norte e o subúrbio, é simplesmente ignorada e apagada do mapa. Que cidade e cidadãos infelizes. Que desgosto ser carioca…

  7. o RIO parece que não tem zona norte e subúrbios. Tudo para turista e classe AAAAA. E as melhorias – dito legado – foi só para a zona sul e Barra. Pobre dos subúrbios e zona oeste serva somente para dar voto e pagar impostos.

  8. Pena que nosso trânsito não nos deixa chegar em lugar algum. O Rio tá uma droga. Estou louca pra essa Olimpíadas acabar. Nos moradores estamos não podemos sair de casa por medo e pelo trânsito. Se tivermos uma emergência não teremos hospitais (o pouco que tínhamos estão reservados para turistas e atletas) os táxis e supermercados dispararam nos preços. O legado dessas Olimpíadas será um grande prejuízo pro Rio já falido. Coitados de nós cariocas!! Olimpíadas = Presente de grego.

    1. Eu concordo mas acho que isso dos precos e mais um problema cultural nosso. O brasileiros so pensa em “se dar bem a qq custo”, nao pensa em criticar e apontar solucao. Ontem pg 207 num remedio q ha um mes atras era 112… O q tem isso a ver com as olimpiadas? Ja comorei batata palha de manha a X e de tarde a Y…

  9. Como tem gente pessimista, com pensamentos negativos. Só gostam de criticar. Todos sabem que estamos passando uma crise enorme, mas não é por isso que vamos torcer para dar tudo errado! Vamos usufruir com alegria.No carnaval, ninguém reclama que vem de longe para o sambódromo. Vêm!!

    1. Cristina, não se trata de pessimismo. A crítica é válida, pois é construtiva. Cada um vive a sua realidade. Muitos cariocas, infelizmente, não vivem a realidade boa das olimpíadas e do acesso à um bom transporte, ao conforto e às belas paisagens. Muita gente vive a realidade da exclusão. Quanto ao carnaval, parece ser a única festa de grandes proporções que é possível curtir em todos os cantos da cidade. Por isso, a comparação não é válida.

  10. Quando aceitamos sediar as olimpíadas, estávamos em outro momento da economia. Estamos agora honrando um compromisso assumido. Torcemos para que tudo corra bem, minimizando a imagem negativa dos últimos meses. Sou brasileira, com muito AMOR !!!!

  11. Essas casas dos países vão ficar definitivamente no Rio depois das Olimpíadas? Se não forem ficar, isso não é legado.

    1. Oi, Eliseu
      As casas em si não ficam após o período de Olimpíadas, mas todas vão deixar alguma melhoria para cidade, como doação de equipamento, reformas de espaços, treinamento de professores. A do Qatar, por exemplo, acontece na antiga Casa Daros e deixará como legado uma montada uma biblioteca para a escola pública que funcionará no espaço.

  12. Fico pasmo em ver como o brasileiro não sabe fazer críticas construtivas! Só sabem criticar sem apontar soluções ou sugerir melhorias. Parabéns à iniciativa daquelas que idealizaram o site.

  13. Parabens pela iniciativa da informacão Sou carioca e estou torcendo pelo êxito de todo o empreendimento olímpico .

  14. BabiSecco muito obrigado pelas dicas, sou carioca mas moro em Porto Alegre e estarei no Rio com minha esposa para curtir esse momento olímpico.

    Essas alternativas para conhecer um pouquinho sobre outras culturas se encaixa perfeitamente no meu roteiro de viagem

    Não havia lido nada a respeito dessas casas a não ser aqui então se tiver mais informações desse tipo adoraria saber.

    Parabéns pela iniciativa e muito obrigado por enriquecer meu roteiro de viagem !!!!

  15. Uauuuuu que maravilha para mostrar e nos qproximar um pouco da cultura de cada pais.
    Só fiquei triste que não vi ISRAEL nessa lista.Seria minha primeira visita .😢 Queria comer falafel e Pita. Hahaha
    Vou visitar o que for possível! Parabéns!

  16. Estive hj na casa do katar,mas fui barrada oq deveria ter feito previamente um cadastro. E já estava esgotada as entradas. No site não falava sobre esse cadastro. Fui para casa de Portugal, onde depois de andar 30 minutos p chegafinal da fila ela foi encerrada as 16:45. Não consegui entrar.
    Resumo: estou com os pés cheios de bolhas e frustrada com as diferentes informações. Perdi a tarde toda e nso visitei nada

    1. Olá, Cristiane.
      Primeiramente, uma pena você não ter conseguido fazer seu passeio.
      Mas somos um blog independente, sem nenhum vínculo com a organização das Casas ou do Rio 2016. As informações que publicamos estão no site das Olimpíadas e não falava nada sobre esse cadastro prévio na casa do Qatar ou sobre as filas na Casa de Portugal. Para mais informações, acesse http://www.rio2016.com.br

  17. Poxa, achei um máximo a ideia, só é uma pena que os trabalhadores brasileiros não tenham sido, ao todo, considerados 😦 Cheguei a Casa Suiça às 19h e fui informada que as programações ja haviam encerrado! Na recepção, sugeriram o horário de 11h Às 16h.

    1. Pois é, para quem está de férias é mais difícil, estou passando por isso também. Mas dá para programar um tour pelas casas nos fins de semana. 🙂

  18. Prezados, gostaria de visitar a Casa da Áustria em Botafogo e a Casa do Japão na Barra. O site informa que a entrada é franca, mas estou insegura se realmente posso ir sem fazer nenhum contato ou prévia inscrição. Por favor, podem me orientar? Obrigada.

  19. Na Casa da Áustria só se entra de graça no biergarten. O restante é pago. Estive lá e fiquei decepcionada.

  20. Todos os países se presentam da melhor maneira possível. Infelizmente alguns países não recebem verba suficiente para montar em sua casa um programa cultural. Por isso alguns precisam pedir entrada e outros simplesmente se juntaram. Eu respeito e curto todos países! Acho as presentacoes nas casas um gesto bonito de cada país/continente! Muito lindo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s