O Rio é de quem, coxinhas ou petralhas?

Vocês estão sentindo o clima estranho que está pairando pela nossa cidade? Golpe, panelaço, impeachment… não importa o nome que se dê, vamos combinar que é muito chato viver assim!

Sim, você pode ser contra o governo. Sim também, você pode ser a favor do governo. O que não podemos é ficar uns contra os outros, transformar nossos dias em pequenas guerras, discussões inúteis e aborrecimentos.

Todos nós temos o direito de escolher o que achamos certo e errado, vivemos (ainda bem!) em um país, um estado e uma cidade democráticos, em que o livre arbítrio existe e ninguém pode (ou não poderia, ao menos) ser punido pelas suas opiniões, sejam elas políticas, religiosas, culturais, etc.

Mas daí a achar que a sua opinião deve prevalecer perante a dos outros, são outros quinhentos. Por que nossa opinião é a certa e o que nosso vizinho acha não? Ou por que nos achamos melhores que os outros?

Não vamos nos deixar cair nos rótulos que a mídia – a favor ou contra o governo – que nos colocar. Não vamos deixar que nos julguem como “coxinhas x petralhas”, ou “burguesia x povão”…

Nós somos muito maiores que isso! Repetir o discurso que nos é imposto – a favor ou contra o governo – é deixar com que a mídia decida sobre nossas vidas.

Brigas pelo Facebook, brigas reais, brigas em famílias, amizades perdidas. Precisamos realmente passar por isso?

Todos nós cariocas – a favor ou contra o governo – desejamos viver um lugar melhor, com mais oportunidade e menos corrupção. Desejamos que o Rio seja uma cidade mais segura, mais limpa e mais barata para se viver. E, acima de tudo, uma cidade que viva em paz.

As preferências políticas e partidárias nunca devem estar acima do respeito e da educação que devemos ter com as outras pessoas, principalmente quando elas pensam diferente de nós.

Afinal, não é a diversidade que faz o Rio ter graça? 😉

Texto: Bárbara Secco

Foto: Charge sobre a Revolta da Vacina, ocorrida no Rio, em 1904. – miramachina.com

Anúncios

Um comentário em “O Rio é de quem, coxinhas ou petralhas?

  1. Pessoas vazias que seguem cegamente ideologias alienadoras-lamentável-.
    Toda a sociedade poderia se unir por um país mais justo, mas a injustiça, demagogia e hipocrisia corre nas veias do povo e dos representantes do povo. É uma doença crônica de cura ainda desconhecida. É a democracia saindo da maternidade. Ótimo texto, parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s