Confeitaria Colombo no CCBB: o point mais gostoso do Centro do Rio

Eu amo a Confeitaria Colombo e sou apaixonada pelo CCBB Rio de Janeiro. E, pra completar, adoro uma promoção. Juntei todos esses amores e fui conhecer a Colombo que abriu esse mês no Centro Cultural. Fica no 3° andar, onde funcionava antigamente um outro café.

22859794_1563030793784359_4520785620423161632_o
Oh, o espaço está maravilhoso! Bom atendimento, aquelas delícias consagradas da confeitaria e, claro, o capuccino mais gostoso do mundo! Falei tanto dele que todas as minhas amigas pediram, e amaram! É o “Capuccino Colombo”, mas diga “capuccino da Babi”, porque depois de tanta propaganda gratuita, mereço essa homenagem, né? 

Ah, e a promoção? Pois bem, quem pagar com cartão do Branco do Brasil – cartão Ourocard débito ou crédito – ganha 20% de desconto!

22861401_1563030903784348_5978100959877407570_o
E ainda ganhamos um brinde mara, não vou contar pra deixar a surpresa no ar. 😉
Enfim, um passeio que não tem como dar errado!

CCBB Rio de Janeiro e a Confeitaria Colombo abrem de quarta a segunda-feira (só fica fechado terça) das 9h às 21h.

Meu programa cultural preferido no Rio. ❤️

Anúncios

Praça em Botafogo recebe encontro de jazz e lindy hop

Neste domingo (29/10), a praça Nelson Mandela, em Botafogo, será palco de mais uma edição do Jazz na Rua, evento gratuito itinerante que pretende ocupar espaços públicos do Rio com muita música boa (Swing Jazz!).

Além do show, acontece também um aulão gratuito de Lindy Hop, para botarmos todo mundo para dançar. Não conhece essa dança? É uma Swing Dance americana surgida nos anos 1930 em Nova York. Dançada ao som de Swing Jazz, ela descende de outras danças, como o Charleston, o Breakaway e o Sapateado, e é conhecida por seus movimentos engraçados e divertidos.

O Jazz na Rua pretende ter uma edição por mês, então fique de olho na página deles no Facebook para saber as próximas datas.

Ah, a praça Nelson Mandela é aquela onde fica o metrô. 😉
E em caso de chuva o evento será adiado, tá?

– –
Jazz na Rua 
Quando: 29/10, das 16h30 às 19h30
Onde: Praça Nelson Mandela – Botafogo
Quanto: aberto e gratuito

 

Festival gastronômico na Tijuca tem menu promocional e campeão do Masterchef

Eu não sei vocês, mas na minha casa a gente é BEM fã de Masterchef, o reality de culinária da Band. Acompanho desde o primeiro, então conheço tudo e todos!

Para encerrar a sua Temporada Gourmet, o Shopping Tijuca vai receber o Leo Young, campeão da edição amadores de 2016. UAU! (só queria registrar que torci pra ele… rsrs). Ele será o convidado do domingo, e vai preparar ao vivo um Bouef Bourguignon com aspargos salteados e arroz de jasmim.

Leo Young(8)(1)
Cuidado com essa faca, Leo! 

Os workshops com os chefs de restaurantes acontecem hoje, sábado e domingo, e são abertos ao público. As inscrições podem ser feitas pessoalmente no local uma hora antes de cada apresentação ou pelo aplicativo do shopping.

Além disso, alguns restaurantes do shopping, como o Galli, estão com um menu especial, com um preço promocional até o dia 31/10. 😉

Confira a programação completa:

– 20/10 – Workshop com Gurumê às 19h – Preparação de Ceviche;

– 21/10 – Workshop com o chef Igor do WILDHOG às 17h – Schnitzel de porco, com Mac’n’cheese e espinafre; e Workshop com Paulo Nicolay, do Degusto, às 19h – Vinho & Saúde: Os benefícios do vinho ao coração e à saúde;

– 22/10 – Aula-show às 19h, com Leo Young – Vencedor do Masterchef Amadores 2016 – Bouef Bourguignon com aspargos salteados e arroz de jasmim.

– –
Temporada Gourmet no Shopping Tijuca
Quando: até 22/10/2017
Onde: No piso L0 – Shopping Tijuca – Av. Maracanã, 987 – Tijuca
Quanto: Grátis

Lapa ganha versão carioca da Oktoberfest

De 18 até 28/10, a Lapa recebe pela primeira vez uma versão da Oktoberfest, a mundialmente conhecida festa alemã destinada aos apaixonados e apaixonadas por cerveja.

A primeira edição da Oktoberfest Rio conta com a participação de mais de 60 espaços da Lapa e do Centro, entre bares, restaurante e hotéis. Vai rolar também um circuito cervejeiro, que inclui a rota Stella, com casas que oferecem chopp Stella Artois (R$ 7); rota Brahma, com casas que oferecem chopp Brahma (R$ 5,50); circuito Colorado, com chopp colorado (R$ 8); e circuito artesanal, onde é possível degustar rótulos artesanais.

Já tem um palco montado na praça em frente aos Arcos, mas não foi divulgada a programação (eu acredito que serão os shows de dança tradicional alemã). Os bares da Lapa estão com pratos especiais da culinária alemã, em combos de prato + chopp.

Para os super fãs de cerveja, o festival conta com um kit de camisa + caneca e pulseira, que também dá desconto nas bebidas. Mas o preço é salgado, R$ 60. Pode ser adquirido aqui.

Mais informações no site oficial do evento e na página no Facebook.

– –
Oktoberfest Rio
Quando: 18 a 28/10
Onde: Bares da Lapa e Centro
Quanto: palco com atrações gratuitas e preços de cerveja e comida de acordo com cada bar.

A arte de Henri Matisse em exposição da Caixa Cultural

Chega ao Rio a exposição Henri Matisse – Jazz, com obras do pintor, desenhista e escultor francês Henri Matisse. Foram reunidas 20 pranchas impressas com a técnica au pochoir, feitas especialmente para o álbum Jazz, publicado em Paris, em 1947.

A mostra abre no dia 24/10 (terça-feira), às 19h, com visita guiada pela curadora Ana Paola Baptista, e segue em cartaz até 22/12, na Caixa Cultural, no Centro. E é gratuita!

As imagens variam da abstração a figuras de grande vivacidade, mescladas a um texto manuscrito impresso em fac-símile no qual Matisse (1869-1954) tece observações sobre assuntos diversos.

Henri Matisse - Jazz_O pesadelo do elefante branco (800)
Imagem de divulgação Caixa Cultural

Os trabalhos foram desenvolvidos por Matisse no início da década de 1940, quando, obrigado a passar longos períodos na cama e na cadeira de rodas em recuperação de uma delicada cirurgia, o artista combinou desenho e pintura em colagens feitas com papeis recortados e coloridos com guache.

A exposição em cartaz na Caixa, reúne algumas de suas mais importantes obras nesse estilo. No total, foram publicados 250 exemplares do álbum, dos quais apenas dois estão no Brasil. As obras apresentadas pertencem ao número 196, que integra o acervo dos Museus Castro Maya, no Rio de Janeiro.

– –
Henri Matisse – Jazz
Onde: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)
Telefone: (21) 3980-3815
Quando: 25/10 a 22/12/17, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h
Classificação Indicativa: Livre
Quanto: Entrada franca

 

Noite Tropical lacradora no Circo Voador neste sábado!

 

O Circo Voador antecipa o clima de verão com uma noite que promete ferver o bairro mais boêmio da cidade. Sábado, 14, a banda As Bahias e a Cozinha Mineira lança seu segundo disco, BIXA, após o feliz e elogiado “Mulher”. Os títulos dos discos não são à toa. As Bahias – Assucena Assucena, Raquel Virgínia – e Rafael Acerbi, no núcleo principal, vieram mesmo para contestar a música e a sociedade brasileira. São divas, deusas urbanas, damas da night – como diz a letra de uma das músicas – cheias de melodias fortes, poéticas e dançantes.

A noite do projeto Tropical Sound System Vol. 2 terá duas bandas, cada uma com uma participação. As Bahias convidam Rico Dalasam, e a banda Não Recomendados traz participação de Zélia Duncan. Além de tudo isso, tem a pista que é sempre uma delícia para os corpos deleitarem-se naquele clima de quem não quer que a noite acabe.

Uma noite imperdível para dançar, cantar alto, junto, se jogar e brilhar!
Diversidade e liberdade para a cultura. A arte é livre! Nos vemos lá!

As Bahias e a Cozinha Mineira convidam Rico Dalasam / Não Recomendados convidam Zélia Duncan
Pista: Nicole Nandes
Quando: 14/10 (sábado)
Onde: Circo Voador – Rua dos Arcos s/nº – Lapa, Rio de Janeiro
Abertura dos Portões:
22h
Classificação: 18 anos
Ingressos: 40 (meia ou solidário) / 80 (inteira)

Meia-entrada: estudantes, menores de 21 anos, maiores de 60 anos, pessoas com deficiência e um acompanhante, jovens pertencentes a famílias de baixa renda, com idades de 15 a 29 anos, diretores, coordenadores pedagógicos, supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas das redes estadual e municipais do RJ, professores da rede pública estadual e municipal do RJ.

Cliente Odeon e Clube Sou + Rio: válido para clientes que apresentarem ingresso Odeon ou carteirinha de associado do Clube Sou + Rio. Desconto válido para ingressos comprados na Bilheteria do Circo. É necessário apresentar o ingresso Odeon/Voucher Sou + Rio no ato da compra.
Ingresso Solidário: desconto de 50% para quem trouxer 1kg de alimento não-perecível para doação. Na compra do ingresso solidário, a doação deve ser entregue no dia do show.
Os ingressos podem ser comprados:
– Site da Ingresso Rápido 
– Aplicativo da Ingresso Rápido
– Bilheteria do Circo (apenas dinheiro), aos sábados a partir das 14h.

Japa carioca! Vem aí a 16ª edição da Festa do Japão

Quem vai uma vez, já marca na agenda as próximas edições. E quem não ainda não foi, não vê a hora de conhecer! A Festa do Japão já faz parte do calendário da cidade e é muito querida por cariocas, mesmo os(as) que não são descendentes de japoneses.

FestadoJapão 13.8.2016_31

Neste ano, a festa acontece nos dias 19 e 20/8, no Parque do Flamengo, no Aterro. Vão rolar muitas comidinhas gostosas (sushi, yakisoba, tempura, temaki, karê, udon) e atividades culturais, desde exposições de artes tradicionais, como ikebana (arranjos florais), oshie (gravuras em alto relevo), shodō (caligrafia japonesa) e haikai (poemas curtos). A festa conta também com apresentações de karatê, taiko (tambores japoneses), sumô, kendô, aikidô e canções japonesas.

E aqueles realmente apaixonados pela cultura japonesa ainda podem concorrer a bolsas de estudo dos cursos do Instituto Cultural Brasil-Japão (língua japonesa, história & cultura do Japão, ikebana, shodō, origami, oshie, ninhonga (pintura), culinária japonesa e chanoyu (cerimônia do chá). #EuQuero!

No sábado (19) será das 17h às 23h, e domingo (20), das 10h às 18h.

Festival Anima Mundi no Rio: ainda dá tempo de conferir a edição de 2017!

Quem adora animação não pode perder esta dica: A 25ª edição do Anima Mundi já está acontecendo no Rio! Os filmes estão sendo exibidos em oito endereços no Rio, com mostras gratuitas e a preços populares.

O Anima Mundi é hoje uma plataforma de animação que oferece experiências para animadores/as, educadores/as, produtores/as e animaníacos/as do Brasil. O evento deste ano acontece de 14 a 23/7, com ingressos a R$10 e R$5 (meia) nos seguintes espaços: Casa França-Brasil, CCBB RJ, Centro Cultural da Justiça Federal (CCJF), Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB) e Cine Odeon. Há também sessões gratuitas no Espaço Cultural do BNDES e Cinemateca do MAM.

Confira todos os horários das exibições aqui! E não perca este incrível evento, que traz para a gente as iniciativas de animação que estão sendo feitas em todo o mundo.

Exposição traz acervo do grupo mineiro Giramundo para o Rio

Com uma legião de fãs de todas as idades, o grupo Giramundo produziu, em quase 50 anos de estrada, dezenas de montagens, centenas de bonecos, milhares de desenhos, horas de vídeo e um tanto mais de histórias. Consumiu madeira, gente e sonho transformando tudo isso em marionetes animadas. Parte dessa trajetória será apresentada na Mostra Mundo Giramundo, em cartaz de 12/7 a 27/8 na Caixa Cultural Rio de Janeiro, no Centro.

A exposição é gratuita e apresenta a trajetória da companhia mineira, com mais de 130 bonecos do acervo do Museu Giramundo, que preserva a maior coleção privada de marionetes das Américas. Além de conhecer as marionetes, todas confeccionadas pelo grupo, será possível aprender sobre o processo de criação e construção e descobrir como os personagens são feitos. A mostra também conta com vídeos retratando as grandes apresentações da cia.

Alice - Foto de Marcelo Nicolatto (800)

Além da exposição, o grupo Giramundo oferece o workshop gratuito Treinamento de manipulação de bonecos no dia 21/7 (sexta-feira), das 15h às 20h. A atividade pretende apresentar a metodologia de treinamento de marionetistas adotada pelo grupo utilizando os bonecos profissionais da companhia, aproximando os participantes de reais condições de formação e sensibilização. Voltada para jovens e adultos, a participação é gratuita. Serão oferecidas 20 vagas,e as inscrições deverão ser realizadas através do e-mail secretaria@giramundo.org. Os candidatos devem aguardar a confirmação da produção. (Nota da editora: informações direto com a produção do evento, não temos qualquer relação com esse workshop 😉 )

E também teremos apresentações! Nos dias 29 e 30/7 (sábado e domingo), às 16h, o grupo apresenta o espetáculo Pedro e o Lobo, de Sergei Prokofiev, um clássico que acompanha gerações, originalmente escrito em 1936 e apresentado pelo Giramundo pela primeira vez em 1993. As apresentações serão realizadas no Foyer, abertas ao público.

O Giramundo foi fundado em 1970, pelos artistas plásticos Álvaro Apocalypse, Tereza Veloso e Madu. Desde sua criação, já realizou 34 espetáculos teatrais, construindo acervo próximo de 1500 bonecos e objetos de cena. Suas montagens experimentam a figura da marionete em múltiplas formas, de bonecos manipulados por fios a mamulengos (fantoches de luva), passando por bonecos de vara, bunraku (bonecos manipulados por três atores e mochila) e adaptações próprias, como bonecos sentados, uso de máscaras e teatro de sombras, criando um variado panorama técnico e expressivo desse tipo de teatro.

Pedro e o Lobo - Acervo Giramundo (800)

– –
Mostra Mundo Giramundo
Quando: 12/7 a 27/8 (não abre às segundas), das 10h às 21h
Onde: Caixa Cultural – Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (metrô Carioca)
Quanto: Entrada gratuita
Classificação indicativa: Livre

Workshop Treinamento de manipulação de bonecos
Quando: 21/7 (sexta-feira), às 15h
Duração: 5h
Vagas: 20
Classificação indicativa: Livre
Inscrições: secretaria@giramundo.org

Apresentação do espetáculo infantil Pedro e o Lobo
Quando: 29 e 30/7 (sábado e domingo), às 16h
Onde: Caixa Cultural Rio de Janeiro – Foyer
Quanto: Entrada gratuita
Classificação indicativa: Livre

Metrô Rio faz promoção de passagens para as férias escolares

Para incentivar turistas e cariocas a usarem o metrô durante as férias escolares, o Metrô Rio lançou um cartão especial, que dá até 70% de desconto nas passagens, comparando com a compra de bilhetes unitários.

O cartão chama “Eu amo Férias” e dá direito a 6 viagens por dia, por 7 dias consecutivos, no valor total de R$ 60, uma economia de cerca de 70% em comparação à tarifa normal do metrô. O Cartão é válido até as 23h59 do 7º dia corrido a contar da primeira utilização.

O cartão é pessoal e intransferível, com intervalo mínimo entre 2 viagens de 30 minutos. Em caso de viagem entre Metrô e Metrô Na Superfície, será contabilizada apenas 1 viagem no espaço de 2h. Na compra, você ainda ganha brindes: um porta-cartão e um mapa de bolso com informações sobre os transportes da cidade (com indicação dos principais pontos turísticos). #adorobrindes

Mas não precisa ser turista para comprar! Os/as cariocas também podem aproveitar do benefício para passear bastante pela terrinha, lembrando que, assim que usar a primeira passagem, o cartão dura sete dias corridos.

O cartão “Eu amo férias” estará à venda das 9h às 19h, nas estações de Del Castilho, Carioca, Largo do Machado, Botafogo, Cardeal Arcoverde, Siqueira Campos, Cantagalo, Nossa Senhora da Paz, Antero de Quental e Jardim Oceânico e, a partir de julho, na rede de hotéis Accor da cidade e pode ser usado até o dia 30/9.

Mais informações no site do Metrô Rio.

Foto: Site Mobilize.

Lista das festas juninas do Rio – 2017

Ora, ora… é não é que temos uma Xeroque Rolmes junina aqui?

A época mais divertida e saborosa do ano está chegando e nada melhor que uma lista esperta com as melhores festas juninas e julinas da cidade. Para todos os gostos e bolsos, festas tradicionais, moderninhas, de rua, de igreja, de balada… com vocês, a lista mais esperada do ano (depois da lista dos blocos não-oficiais do carnaval <3): FESTAS JUNINAS E JULINAS NO RIO!

Obs.: A lista vai sendo atualizada conforme as festas forem aparecendo!
Sugestões para riodigratis@gmail.com ou aqui nos comentários 😉

JUNHO

9/6 – Sexta Feira
Fituaba Junina, o nosso arraiá selvagem + Dona Quixota
Onde: UniRio, das 16h às 1h
Quanto: entrada gratuita

15/6 – Quinta
– Festa junina do viaduto de Laranjeiras
Onde: Rua das Laranjeiras com Rua Pinheiro Machado, das 14 às 21h
Quanto: Grátis

15 a 18/6 – Quinta a domingo
Arraiá do Arpoador – Rio Food n Beer
Onde: Parque Garota de Ipanema, das 12h às 22h
Quanto: aberto e gratuito

15 a 18/6 – Quinta a domingo
– Arraiá Bier Fest
Onde: Parque dos Patins, Lagoa
Quanto: aberto e gratuito

16/6 – Sexta
Arraiá do Forró do Kiko + Amigos da Onça
Onde: Circo Voador
Quanto: R$30 (meia e ingresso solidário)

24/6 – Sábado
Arraial Cai Cai Temer
Onde: Ateliê Bendhito Quintal – Tijuca. Das 15h às 22h
Quanto: Entrada gratuita
Obs: Leiam a descrição da festa, está maravilhosa!

25/6 – Domingo
– Arraiá do Gigantes da Lira 
Onde: Circo Voador, das 16h às 21h
Quanto: R$30 (meia e ingresso solidário)

JULHO

1/7 – Sábado
– Arraiá da Catedral de São Sebastião
Onde: Na Catedral de mesmo nome – Av. Chile, 245
Quanto: R$5, destinados às obras sociais da igreja

– Arraiá do Circo com Geraldo Azevedo
Onde: Circo Voador, abre 22h
Quanto: R$50 (meia e ingresso solidário)

2/7 – Domingo
– Arraiá da Catedral de São Sebastião
Onde: Na Catedral de mesmo nome – Av. Chile, 245
Quanto: R$5, destinados às obras sociais da igreja

– Arraiá da Estação Primeira
Onde: Quadra da Mangueira, das 13h às 20h
Quanto: entrada gratuita

22/7 – Sábado

– Arraiá Santa Clara 
Onde: Sítio Santa Clara, em Paulo de Frontin, das 19h às 5h
Quanto: R$120 com tudo liberado!

– Arraiá da Fundição com Zeca Baleiro, Forróçacana e Baia
Onde: Fundição Progresso, das 22h às 4h
Quanto: R$40 (meia e ingresso solidário)

 

Créditos da imagem: Revista Incluir

 

Yes, nós temos a melhor moda praia do mundo! Exposição no CCBB narra a história do biquíni no Brasil

* Mais uma super colaboração da antenadíssima Cinthia Saito, que sempre traz as dicas mais hypes da cidade 😉

Fui ao CCBB RJ com a expectativa de encontrar uma boa retrospectiva dos 70 anos do biquíni. Mas, para o meu espanto (e êxtase!), vi uma verdadeira pesquisa etnográfica tendo como pano de fundo a história dessa peça.

Claro, não há como não abordar o assunto “corpo” quando se fala na peça que passou a mostrar o umbigo, em épocas em que os trajes de banho quase não deixavam as pernocas aparentes…

A curadoria de Lilian Pacce foi excepcional e nao deixou escapar nenhum detalhe. Foi das über models, que marcaram época, como Gisele e Shirley Mallmann, passando pela criação de estampas e texturas memoráveis de marcas brasileiras como Lenny Niemeyer, Rosa Chá, Salinas, Adriana Degreas, e sem esquecer, lógico, das atuais fitas isolantes que dão marquinha. 😎

Biquini_no_ccbb01

Outro ponto alto da exposição são peças da cultura indígena, antigas, bem feitas, trabalhadas milímetro a milímetro. Me encantei também com as fotos de corpos e cores belíssimos.

Você também pode conferir também itens da moda praia que não são comumente vendidos em lojas. São peças de desfiles, únicas, poderosas, como o maiô de couro de pirarucu da Osklen. Maravilhoso! Bafônico! Polêmico! Mas também não-sustentável, claro.

Ou seja: está incrível, queridas(os) leitoras(es), é uma exposição que dá orgulho de ver a contribuição do Brasil nesse ramo. (Sentimento raro nos dias de hoje…) Vale a pena conferir! Vai até 10 de julho, das 9h às 21h. Só fecha às terças.

Obs.: Só deu uma dorzinha no peito ver o café do terceiro andar fechado. Dizem que foi a crise. 😕

Texto e fotos: Cinthia Saito. 

– – –
Yes, nós temos biquíni
Onde: CCBB RJ – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro (Praça XV/Candelária)
Quanto: Entrada gratuita
Quando: até 10/7, das 9h às 21h. Não abre às terças-feiras.

Grandes nomes da escrita feminina se reúnem na Caixa Cultural

De 2 a 12/5 (terça a sexta-feira), a Caixa Cultural do Rio recebe o ciclo de debates Língua Afiada: escritoras tomam a palavra. Serão oito palestras tratando de temas atuais e importantes do universo da escrita feminina, como desejo, prostituição, homossexualidade, amor, maternidade, e violência na ditadura e na cultura patriarcal.

O evento abre com Nélida Piñon, primeira mulher a presidir a Academia Brasileira de Letras. Além dela, a escritora e filósofa feminista Marcia Tiburi, a ativista do movimento negro e também escritora Conceição Evaristo, a premiada autora Beatriz Bracher e a curadora Guiomar de Grammont estão entre as palestrantes convidadas. O projeto inclui escritoras de outros países falantes da língua portuguesa

Ações combativas e mitos que ligam a mulher ao desequilíbrio, pecado e perigo pautam os debates. Referenciando escritoras atuais, falecidas ou pioneiras, todos partem de temas abrangentes: a velhice em Clarice Lispector; a sexualidade em Hilda Hilst, a política em Beatriz Bracher, a pornografia em Adelaide Carraro, para discutir questões atuais. Na única mesa sobre um escritor, que acontece no dia 3/3, a presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa, Marta de Senna, trata de Machado de Assis, cujas maiores interlocutoras eram mulheres. No dia 5/5, os professores eméritos Jorge Fernandes da Silveira e Laura Padilha abordam o corpo textual e o corpo sociopolítico em Portugal e na África das guerras anticolonialistas.

A entrada é gratuita, com distribuição de senhas uma hora antes de cada debate. Confira abaixo a programação completa, sempre às 18h30:

– 2 de maio (terça-feira): A paixão da escrita
Reflexão sobre o ofício de ser escritora e sobre processo de criação, com as operações complexas entre ficcional, memória e contexto social, cultural, econômico e político.

Com: Nélida Piñon – escritora
Mediação: Clarisse Fukelman

– 3 de maio (quarta-feira): Moralidade e tradição: suplícios oitocentistas e vozes femininas
Em Machado de Assis, a crítica social ao patriarcalismo se expressa nas personagens femininas e na interlocução com a leitora de ficção. Já a pressão social sobre a mulher intelectualizada e autônoma é tema das pioneiras Maria Benedita Bormann e Albertina Bertha.

Com:
Marta de Senna – doutora em Literatura, presidente da Casa de Rui Barbosa e autora de O olhar oblíquo do Bruxo e A ilusão e zombaria.
Anélia Pietrani – professora na Faculdade de Letras da UFRJ, coordenadora do Núcleo Interdisciplinar de Estudos da Mulher na Literatura (FL/UFRJ).
Mediação: Maria Cristina Ribas

– 4 de maio (quinta-feira): Expressões libertárias: anarquismo e literatura erótica e pornográfica
Práticas sexuais interditas motivam obras de Hilda Hilst, Adelaide Carraro e Cassandra Rios, as “maiores pornógrafas da literatura brasileira”. Por outro lado, a fala anarquista de Maria Lacerda de Moura (1887-1945) inclui debate sobre amor livre.

Com:
Carla Rodrigues – professora doutora do IFCS/UFRJ, Coordenadora do laboratório Escritas – filosofia, gênero e psicanálise (CNPq). Autora de Coreografias do feminino.
Margareth Rago – professora titular de História na UNICAMP, autora de Feminismo e Anarquismo no Brasil.
Rodolfo Londero – Jornalista, professor adjunto da UEL e pós-doutor especializado em teorias da publicidade, ficção cyberpunk e pós-modernismo.
Mediação: Adriana Azevedo

– 5 de maio (sexta-feira): Territórios de afetos: poetas em países de língua portuguesa
Consciência da escrita e erotismo movimentam o trabalho das poetas portuguesas Fiama Hasse Paes Brandão e Luiza Neto Jorge. Serão abordados também o corpo textual e o corpo sociopolítico no cenário da guerra anticolonialista na África, na obra de Alda Espírito Santo e Paula Tavares e Noêmia de Sousa.

Com:
Jorge Fernandes da Silveira – Professor Emérito da UFRJ, autor de Escrever a casa Portuguesa; Luiza Neto Jorge: 19 recantos e outros poemas.
Laura Padilha – professora Emérita da UFF. Autora de Lendo AngolaEntre voz e letra: O lugar da ancestralidade na ficção angolana do século XX.
Mediação: Claudia Chigres

– 9 de maio (terça-feira): Políticas disciplinares: autoritarismo, liberdade e autoconhecimento
Memória e trauma conduzem narrativas que encenam o impacto emocional e cultural da ditadura militar e também narrativas de autoconhecimento que buscam, através da palavra, a superação da violência real e simbólica.

Com:
Beatriz Bracher – escritora, prêmios São Paulo Literatura 2016, Rio de Literatura 2015, Clarice Lispector 2009 e APCA 2013.
Marcia Tiburi – professora doutora da UNIRIO, artista plástica, finalista prêmio Jabuti com o romance “Magnólia”.
Mediação: Ana Chiara

– 10 de maio (quarta-feira): Armadilhas do tempo
Juventude e velhice na mídia e na literatura. Estereótipos criam dramática descontinuidade entre gerações. Na atualidade, a jovem ocupa a centralidade no discurso midiático, mas na condição de objeto. Na literatura, Clarice Lispector conecta-se a autoras que denunciam o controle da voz e da sexualidade da mulher idosa.

Com:
Clarisse Fukelman – professora doutora no Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio e autora de Eu assino embaixo: biografia, memória e cultura.
Adriana Braga – professora no departamento de Comunicação Social da PUC-Rio, autora de Personas Eletrônicas: feminilidade e interação no blog.
Mediação: Maria Antonieta Jordão

– 11 de maio (quinta-feira): A cor da pele e a educação para a diversidade de sexo e gênero
Escritoras negras pioneiras no debate da discriminação racial ecoam na ficção de Conceição Evaristo. Projetos educativos inclusivos, articulados a estudos feministas, contemplam processos de subjetivação diferenciados.

Com:
Conceição Evaristo – escritora, doutora em Literatura Comparada, prêmio Jabuti 2016.
Fernando Pocahy – professor doutor na faculdade de Educação da UERJ, coordena o Grupo de Estudos em Gênero, Sexualidade e(m) Interseccionalidades na Educação e(m) Saúde.
Mediação: Giovanna Deltry

– 12 de maio (sexta-feira): Profissão escritoras
Depoimentos de escritoras de diferentes gerações sobre a própria obra, a questão do feminino e feminismo e canais para difusão de seus trabalhos.

Com:
Guiomar de Grammont – professora doutora da UFOP, Prêmio Cesgranrio e Casa de las Américas.
Simone Campos – escritora, tradutora, doutoranda pela UERJ, semifinalista do Prêmio Oceanos 2014.
Susana Fuentes – poeta, ficcionista, dramaturga, Doutora em Literatura Comparada. Finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2011.
Mediação: Clarisse Fukelman

– –
Ciclo de palestras Língua Afiada: escritoras tomam a palavra
Quando: 2 a 12/5/2017, sempre às 18h30
Quanto: Entrada franca, com distribuição de senhas uma hora antes de cada debate
Onde: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)
Telefone: (21) 3980-3815
Lotação: 78 lugares (mais 3 para cadeirantes)
Classificação Indicativa: Livre
Acesso para pessoas com deficiência

Tem sorteio de vale-compras na Arara! Quem quer?

Você também se apaixonou pela proposta da Arara e pelo acervo deles?
Então trago boas notícias: tem promoção rolando no Facebook!

Quer ganhar R$50 em compras na Arara Garimpo? ❤

Corre lá no nosso Facebook, confira as regras (tá tudo explicadinho aqui embaixo também) e participe!

Atenção para as regras:

1 – Curta as páginas do Rio de Graça e da Arara Garimpo no Facebook

2 – Curta este post

3 – Compartilhe este post

Não esqueça de deixar a publicação pública, para a gente conferir se você seguiu todos os passos, ok?

O sorteio será no dia 05/04/17.

Boa sorte!!

Música para Criança! Temporada de shows gratuitos da Banda Mirim na Caixa Cultural

A premiada Banda Mirim leva para a Caixa Cultural seu novo show, o “Música para Criança”. As apresentações serão gratuitas (ueba!) e acontecem nos dias 1, 2, 8 e 9/4 (sábados e domingos), às 16h.

A temporada de shows é uma comemoração aos 13 anos de história do grupo e sua rica trajetória dedicada ao teatro e à música para a infância e juventude. O grupo é referência no Brasil e já conquistou 21 prêmios na área, dentre eles o APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte).

Confira aqui um pouco do show da Banda Mirim!

Bastante variado, o repertório inclui faixas de todos os espetáculos da trupe. Crianças e adultos poderão cantar e dançar ao som das contagiantes Felizardo (essa eu conheci ouvindo no GNT: Hoje eu acordei me sentindo, tão bem… ❤ ), Cada dia é um presente Cuidado – dos discos Primeira Cartilha e Segunda Cartilha –, além de inéditas como Vai encararEstátua.

Além do show, no dia 9/4 vai rolar também um oficina infantil, às 15h, também na Caixa (na sala Margot). A inscrição é gratuita e deve ser feita até o dia 5/4 pelo email bbandamirim@gmail.com.

O elenco do espetáculo é formado pelos atores Claudia Missura e Alexandre Faria; a cantora-compositora Tata Fernandes; os músicos Simone Julian, Nina Blauth, Lelena Anhaia e Olívio Filho e, ainda, pela cantora-compositora-circense Nô Stopa e por Edu Mantovani, também do circo.

– –
Para aproveitar melhor os eventos, a gente sempre sugere deixar o carro em casa. A Cabify é uma empresa de tecnologia que conecta quem quer se movimentar pela cidade com estilo e segurança a um motorista particular que te leva a qualquer lugar!

Baixe o app (para iOS e Android) e com o voucher “RIODEGRACA”, você ganha a primeira corrida gratuita de até R$20! Leia aqui como foi nossa experiência com a Cabify.

– –
Banda Mirim na Caixa Cultural
Quando: Dias 1, 2, 8 e 9/4 de 2017 (sábados e domingos), às 16h. Oficina dia 9/4.
Onde: Caixa Cultural – Rua Almirante Barroso, 5 – Centro (Carioca).
Quanto: Entrada gratuita. Os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência na bilheteria da Caixa